Galo classificado para a Terceira Fase

Com vitória dramática, Atlético-MG faz 3 a 2 no Danubio e está classificado na Taça Libertadores da América de 2019.

Galo abre 3 a 0, leva dois gols, segura a pressão dos uruguaios e garante vaga na terceira fase da competição.

Parecia uma classificação tranquila.

O Atlético-MG chegou a abrir 3 a 0 sobre o Danubio ainda no primeiro tempo, no Independência.

Porém, o time sofreu um gol no fim da etapa, foi o começo do drama.

O Galo de rendimento no segundo tempo.

O Danubio foi para o ataque e chegou ao segundo gol.

Foi com sufoco.

O torcedor precisou segurar os nervos.

Mas o Atlético segurou o 3 a 2 e está classificado à terceira fase da Libertadores.

O Atlético foi para cima. Buscou o gol desde o começo.

Quem abriu o placar foi Luan, aproveitando rebote do goleiro Cristóforo.

O Galo manteve a pegada.

Em duas belas arrancadas, Ricardo Oliveira fez o segundo e terceiro gol do Atlético.

No primeiro lance, ele foi derrubado na área pelo goleiro.

O camisa 9 cobrou e fez 2 a 0.

Depois, em outra arrancada, ele passou por Cristóforo e rolou para as redes.

O Danubio diminuiu com Grossmüller, cobrando pênalti.

Foi mais uma noite de brilho de Ricardo Oliveira, no primeiro tempo.

Mostrou poder de arrancada, posicionamento e faro de artilheiro.

Fez gol de pênalti.

Fez gol passando pelo goleiro e mandando para as redes.

Já são nove gols com a camisa do Atlético em cinco jogos disputados pelo atacante em 2019.

O Atlético-MG voltou em ritmo lento, desconcentrado, sem oferecer perigo ao Danubio.

Aos 12 minutos do segundo tempo, o susto.

Victor foi surpreendido com um chute de Siles, de fora da área, que entrou no ângulo direito: 3 a 2.

O Galo passou por momentos psicologicamente difíceis, apesar de o time uruguaio não criar nenhuma outra oportunidade clara.

No fim, Cazares e Ricardo Oliveira tiveram chances para fazer o Galo respirar, mas a bola não entrou.

E foi só.

O time brasileiro manteve a vantagem conquistada nos minutos iniciais e garantiu a classificação.

A classificação para a terceira fase garantiu ao Galo uma premiação de 550 mil dólares (cerca de R$2 milhões).

Só de ter jogado contra o Danubio, colocou no bolso algo em torno de R$1,8 milhão.

Com isso, o clube já arrecadou quase R$4 milhões em premiação nesta edição da Taça Libertadores da América.

O Atlético agora volta as atenções para o Campeonato Mineiro.

No sábado (16), o time recebe o Tupi no Independência pela sétima rodada.

Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) acolhe reclamação do Defensor e pune Barcelona (Equador) por jogador irregular.

Confederação muda resultado de jogo após denúncia de equipe uruguaia, que pode perder por dois gols de diferença, em duelo nesta terça-feira (12), para se classificar à terceira fase da Taça Libertadores da América de 2019.

Faltando minutos para o segundo jogo entre Barcelona (Equador) e Defensor Sporting (Uruguai), pela segunda fase da pré-Libertadores, a Conmebol acatou a reclamação da equipe uruguaia, por conta da escalação irregular de Sebastián Pérez na primeira partida, e alterou o resultado do jogo de ida.

Inscrito fora do prazo de 48 horas antes da partida, o jogador colombiano esteve em campo na vitória do time equatoriano por 2 a 1, em Montevidéu, no Uruguai. Como punição, a Confederação Sul-Americana decretou vitória para o Defensor pelo placar de 3 a 0, conforme regulamento.

No jogo do Uruguai, Sebastián Pérez foi titular do Barcelona (Equador) e atuou por 67 minutos.

Ele foi substituído por Matías Oyola, quando o placar estava 1 a 0 para a equipe de Guayaquil.

O Tribunal de Disciplina da Conmebol divulgou a decisão nesta segunda-feira, se baseando no artigo 19 do regulamento da Taça Libertadores da América de 2019.

Com a alteração no placar do primeiro jogo, a situação para a partida de volta entre Barcelona e Defensor, que será disputada nesta terça-feira, muda completamente.

Agora os uruguaios podem perder por até dois gols de diferença que garantem vaga na terceira fase.

Vitória do Barcelona por 3 a 0 leva a decisão para os pênaltis.

Para se classificar, os equatorianos precisarão de um triunfo com mais de três gols de vantagem.

A decisão cabe recurso por parte do Barcelona (Equador), que tem sete dias, após receber a notificação oficial, para recorrer na Câmara de Apelações da Conmebol.

Quem passar do duelo entre Barcelona e Defensor vai pegar o vencedor de Atlético-MG.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *