FORTALEZA SAIU NA FRENTE CONTRA O SAMPAIO

Com um gol de Leandro Cearense, o Fortaleza venceu o Sampaio por 1 a 0 na noite desta segunda-feira (2), na Arena Castelão.

Com a vitória, o Leão do Picci sai em vantagem na semifinal da Série C.

No jogo de volta, o Fortaleza depende de um empata para ser finalista, enquanto o Sampaio precisa vencer.

Em caso de triunfo do Tricolor maranhense por 1 a 0, a decisão da vaga irá para os pênaltis.

O jogo de volta será realizado no próximo sábado (7), às 16 horas.

O jogo começou com poucas oportunidades no Castelão, mas logo no primeiro minuto Jefferson arriscou o chute cruzado, que foi na rede pelo lado de fora.

O Fortaleza teve boa chance aos 14 minutos do primeiro tempo, quando Felipe arriscou o chute na entrada da área e a bola passou ao lado do gol defendido por Alex Alves.

O Fortaleza voltou a assustar aos 23 minutos do primeiro tempo, com o chute de Adalberto, que também passou do lado do gol.

A resposta do Sampaio veio com Felipe Marques, que mandou a bola por cima do gol.

O Fortaleza ainda conseguiu mais duas finalizações, mas ambas para fora e o placar terminou zerado na primeira etapa

A etapa final manteve a tônica dos primeiros 45 minutos e a primeira boa chance surgiu aos 8 minutos, quando Felipe Marques arriscou e Boeck fez a defesa.

A resposta do Fortaleza veio no minuto seguinte, quando Pablo arriscou a finalização, a bola desviou na zaga e acertou o travessão do gol de Alex Alves.

Até que aos 13 minutos do primeiro tempo, Leandro Cearense levou a melhor em cima de Maracás, invadiu a área e abriu o placar para o Fortaleza.

Logo aos 17 minutos do segundo tempo, Leandro Lima cabeceou a bola, mas Odair conseguiu afastar o perigo da área do Sampaio.

O Fortaleza voltou a levar perigo, quando Bruno Melo arriscou o chute e Alex Alves fez boa defesa.

O Sampaio ainda tentou chegar ao empate com Reginaldo Junior, que dominou a bola cara a cara com Boeck, mas na finalização mandou a bola direto pela linha de fundo

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *