FLAMENGO E GALO VENCEM; JÁ VERDÃO, FURAÇÃO E IMORTAL DECEPCIONAM

“Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”, diz o ditado popular, que serve, sem dúvidas, para explicar a vitória do Flamengo por 3 a 1 sobre a Universidad Católica, nesta quarta-feira (3).

Com o Maracanã lotado, o Rubro-Negro, principalmente com Guerrero, bateu, bateu, bateu e bateu, até que conseguiu passar pela defesa chilena.

Além do peruano, Rodinei e Trauco balançaram as redes para os donos da casa, Santiago Silva fez para os visitantes.

A expectativa era a melhor possível para o Atlético-PR, que poderia sair da Baixada na noite desta quarta-feira (3) já classificado para as oitavas de final da Libertadores.

Mas do outro lado estava um desesperado San Lorenzo, que não aceitou o papel de ser o primeiro a ser desclassificado e arrancou um 3 a 0 na Arena da Baixada sobrevivendo no grupo e embolando a classificação.

Com um time bem organizado e focado, os argentinos foram para cima de um atônito Atlético-PR, que não viu Paulo Díaz fazer o gol no primeiro tempo e que ficou ainda pior no segundo, com os gols de Blandi e Botta já nos descontos e com direito a aplausos irônicos dos torcedores.

Chegou a hora da primeira derrota do Palmeiras na Taça Libertadores.

Na noite desta quarta-feira (3), em Cochabamba, na Bolívia, o Verdão perdeu por 3 a 2 do Jorge Wilstermann.

A equipe do técnico Eduardo Baptista não conseguiu se impor na altitude, falhou muito na defesa, desperdiçou boas chances no ataque e deixou escapar a classificação antecipada às oitavas de final.

O Atlético-MG foi a Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, enfrentar o Sport Boys, com um único objetivo: a vitória, para deixar a classificação às oitavas de final da Libertadores muito próxima.

E ela veio sem sustos.

Com gols de Otero, Elias, Cazares (2) e Rafael Moura, o Galo goleou o lanterna do Grupo 6 por 5 a 1, chegou a 10 pontos e colocou um pé na próxima fase.

A confirmação matemática da vaga pode ser nesta quinta-feira, quando Godoy Cruz e Libertad se enfrentam.

O único resultado que ainda não classifica o time alvinegro é uma vitória do Libertad.

O Grêmio rumo à desértica Calama, no Chile, em busca de um valioso ponto para carimbar a vaga antecipada às oitavas de final da Libertadores, nesta quarta-feira (3), diante do Deportes Iquique, no Zorros del Desierto.

E o início soou mais do que promissor: Barrios abriu o placar ainda na primeira etapa.

E parou por aí. Entre erros crassos da arbitragem, em um pênalti e em uma falta na entrada da área os chilenos arrancaram uma virada por 2 a 1 que não apenas adia a classificação do Tricolor, com sua primeira derrota, já na quinta rodada, como embola, e muito, o Grupo 8 da competição continental.

De quebra, Ramiro ainda foi expulso no final da partida.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *