FINAL COM ÁRBITRO DE VÍDEO

O futebol brasileiro fará o inédito uso da tecnologia do árbitro de vídeo (AV) no jogo entre Sport e Salgueiro, o primeiro da final do Campeonato Pernambucano 2017.

A partida será realizada às 16 horas deste domingo (7), na Ilha do Retiro, em Recife.

Será um dia histórico para o esporte mais popular do mundo.

Após um ano trabalhando neste projeto, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a Federação Pernambucana de Futebol (FPF) vão colocar o árbitro de vídeo em prática.

Desta vez, o uso será online, ou seja, com a comunicação aberta entre o árbitro de vídeo, na cabine, e o árbitro principal, em campo.

No ano passado, a CBF havia feito dois testes offline, sem comunicação entre cabine e campo de jogo, na final do Campeonato Carioca, entre Vasco e Botafogo.

Nesta temporada, os métodos foram testados em partidas de categorias de base realizados na Granja Comary, em Teresópolis.

O projeto inovador é brasileiro e foi criado com o apoio da Comissão de Arbitragem da CBF e da Escola Nacional de Arbitragem de Futebol (ENAF).

O árbitro de vídeo não atua em todas as dúvidas que possam surgir em campo.

As informações são passadas ao árbitro principal em quatro situações:

– Foi gol / Não foi gol

– Foi pênalti / Não foi pênalti

– Cartão vermelho direto indevido

– Identificação errada do jogador punido

Apenas em lances capitais

O jogo Sport x Salgueiro é parte dos experimentos práticos do International Football Association Board (IFAB), órgão máximo da arbitragem no futebol mundial.

A filosofia dos testes não é interferir em 100% dos lances duvidosos, pois isso mudaria o ritmo e anularia emoções essenciais do futebol.

O lema é “mínima interferência, máximo benefício”, com atuação da tecnologia em lances que podem mudar, diretamente, o resultado de um confronto.

A questão do árbitro de vídeo não é trabalhar a questão: qual a decisão do árbitro está correta?

Sua função é se perguntar: qual a decisão está, claramente, errada?

– Nós estamos satisfeitos com o progresso do Brasil nos últimos 12 meses e acompanhamos a CBF e a Federação Pernambucana durante toda a preparação para esse primeiro com o árbitro de vídeo alcançar o sucesso, afirmou o secretário-geral do IFAB, Lukas Brud.

O sistema de aplicação do árbitro de vídeo seguirá o protocolo aprovado pelo IFAB.

A entidade está orientando os experimentos com AV em competições locais de 13 países: Alemanha, Austrália, Bélgica, Brasil, Coreia do Sul, Estados Unidos, França, Holanda, Itália, Portugal, Qatar, República Tcheca e Turquia.

A FIFA também está testando esse nível de tecnologia este ano para o uso na Copa do Mundo Rússia 2018.

A universidade KU Leuven, da Bélgica, vem produzindo um banco de dados para analisar os experimentos do árbitro de vídeo.

O IFAB espera tomar a decisão final sobre o uso do AV no futebol durante seu seminário anual, no primeiro trimestre de 2018.

Reportagem; Cbf.com.br

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *