Ferroviário na Série C

Ferroviário vence o Campinense nos pênaltis e conquista o acesso à Série C de 2019.

Campinense venceu no tempo normal e levou a decisão para os pênaltis, mas a cobrança desperdiçada por Felipe Macena acabou com o sonho da Raposa e pôs o Ferroviário em vantagem.

Edson Cariús converteu e garantiu o acesso do Ferrão.

O Ferroviário sabia o tempo todo que precisava apenas manter a vantagem conquistada no jogo de ida, em Fortaleza, para garantir o acesso.

Se mostrou muito seguro de que, mesmo se perdesse, conquistaria o acesso nos pênaltis.

E assim foi. Jorginho pôs o Campinense no jogo com um voleio maravilhoso.

Nos pênaltis, o goleiro Gleibson acertou o canto em todas as cobranças do Campinense, mas nem precisou defender.

Felipe Macena mandou na trave a quarta cobrança do Campinense e pôs o Ferrão em vantagem. Janeudo, Luís Soares, Esquerdinha, Mazinho e Edson Cariús converteram todas as cobranças e garantiram o Tubarão na Série C.

O Campinense sabia que precisava fazer dois ou mais gols de diferença para avançar sem precisar das cobranças de pênalti e por isso partiu ao ataque desde o primeiro minuto.

Contudo, não havia muita organização, era muito mais na base do abafa, enquanto o Ferroviário se posicionou na defesa e explorou os contra-ataques construídos de forma muito mais organizada.

Na primeira etapa a Raposa apresentou muito volume de jogo e poucas finalizações corretas, já o Ferrão ia ganhando terreno e conquistando faltas próximas à entrada da área, porém, em duas delas Luís Soares isolou a bola.

Com isso, o zero não saiu do placar no primeiro tempo.

Após o intervalo o Campinense voltou com ainda mais gás para buscar o placar que precisava para avançar.

Logo aos 5 minutos do segundo tempo, Jorginho emendou um lindo voleio e abriu o placar.

A torcida rubro-negra, que lotou o Amigão, incendiou as arquibancadas e o Campinense passou a ameaçar mais o Ferroviário, com chances claras.

Rodrigo Silva entrou em campo no lugar de Denilson, mas sem ritmo de jogo desperdiçou uma grande chance criada por Zeca.

Ainda cabeceou, de peixinho, uma bola na pequena área e assustou o goleiro Gleibson, do Ferroviário.

Depois foi a vez de Danilo Bala iniciar o bombardeio, chutando de qualquer lugar, Bala disparava e levava perigo.

Mesmo assim o segundo gol não saía e o jogo se encaminhava para o fim.

Alex Murici ainda acertou um chutaço de fora da área que Gleibson desviou, a bola explodiu no travessão e saiu pela linha de fundo.

O Ferroviário, por sua vez, buscou segurar o ímpeto da Raposa para não perder a vantagem conquistada em Fortaleza, no jogo de ida.

Seguiu se defendendo e buscando aproveitar os contra-ataques para empatar o jogo.

Porém, o jogo terminou mesmo 1 a 0 e a decisão foi para os pênaltis.

Pelo lado do Campinense, Marcinho, Rodrigo Silva, Marcelinho e Jackinha converteram suas cobranças, enquanto Felipe Macena acertou a trave.

No Ferroviário, Janeudo, Luís Soares, Esquerdinha, Mazinho e Edson Cariús converteram e garantiram o Ferrão na Série C.

Para o Ferroviário, a glória.

O Tubarão conquista o acesso à Série C de 2019, avança na Série D, soma 21 pontos na classificação geral e agora vai enfrentar o São José, time de melhor campanha geral, na semifinal por ter a quarta melhor campanha geral.

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) ainda deve confirmar os horários e as datas dos jogos da semifinal, mas é provável que já aconteçam neste final de semana.

Para o Campinense, o choro.

A Raposa é eliminada e vê o sonho do acesso escorrer pelos dedos.

Como foi vice-campeão do Campeonato Paraibano, o Rubro-Negro tem vaga garantida na Série D de 2019.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *