Ferroviária goleou por 10 a 1

Ferroviária estreia na Libertadores com 10 a 1 em bolivianas.

Camisa 9, Nathane marcou cinco na estreia do time brasileiro na Taça Libertadores da América.

Neste sábado (12) tem a estreia do Corinthians.

A Ferroviária enfiou nada menos que 10 a 1 no Mundo Futuro, da Bolívia, pela estreia na Taça Libertadores da América de futebol feminino nesta sexta (11), em duelo disputado no estádio Rodrigo Paz Delgado.

A competição reúne 16 times, vai até o dia 29 de outubro e está sendo realizada no Equador.

Nathane foi o grande nome da partida.

A camisa 9 da Ferroviária, atual campeã brasileira, marcou nada menos do que cinco gols nas campeãs bolivianas.

Rafa Mineira, duas vezes, Rosana, Luana e Aline Milene completaram o marcador. Doerksen descontou.

O time de Araraquara está no Grupo B da Taça Libertadores da América de futebol feminino ao lado de Mundo Futuro, Deportivo Cuenca, do Equador, e Estudiantes Caracas, da Venezuela.

Os dois melhores passam para as quartas de final.

Ainda pela primeira rodada, nesta sexta-feira (11), o Cuenca fez 3 a 1 no Estudiantes Caracas.

O outro time brasileiro na competição, o vice-campeão brasileiro Corinthians, está no Grupo C ao lado de Club Nañas, do Equador, América de Cali, da Colômbia, e Libertad Limpeño, do Paraguai.

A estreia do alvinegro é contra as equatorianas, neste sábado (12), com acompanhamento ao vivo do Olimpíada Todo Dia a partir das 19 horas (horário de Brasília).

Tanto a Ferroviária quanto o Corinthians já conquistaram uma vez a Taça Libertadores da América de futebol feminino.

O time do interior venceu primeiro, em 2015, e o Timão levou dois anos depois jogando em parceria com o Audax.

O atual campeão é o Atlético Huila, que está no Grupo A, e o maior vencedor é o São José, do Brasil, que tem três canecos, mas não disputa essa edição.

O Atlético Huila, campeão da Taça Libertadores da América de Futebol Feminino de 2018, venceu o Peñarol uruguaio uruguaio por 2 a 1 na sexta-feira (11), na primeira data do torneio realizado em Quito.

Neste primeiro dia, matizado pelos intensos protestos indígenas em Quito, o Deportivo Cuenca contra Estudantes de Caracas estreou com uma vitória por 3 a 1 .

Madelin Riera marcou os três gols.

Os colombianos do Atlético Huila venceram com gols de Jessica Peña, aos 38 minutos do primeiro tempo, e Ivonne Chacón, aos 40 minutos do primeiro tempo.

Jemina Rolfo descontou para Peñarol aos 27 minutos do primeiro tempo.

O primeiro tempo foi favorável para o atual campeão, embora tenha visto seu arco cair aos 27 minutos do primeiro tempo, após o gol do uruguaio Rolfo, que aproveitou um erro defensivo colombiano.

Huila conseguiu abrir o placar aos 31 minutos do primeiro tempo, após um chute da meia Fany Gauto que bateu na horizontal, depois de tocar em um zagueiro uruguaio.

A insistência no ataque permitiu que Huila conseguisse o empate com anotação do atacante Peña, aos 38 minutos do primeiro tempo, que na ponta da área oposta impossibilitou um chute violento para a goleira Sofía Olivera.

O campeão cifrou o domínio do futebol sobre o uruguaio com o goleador Chacon, aos 40 minutos do primeiro tempo, após receber um passe preciso de Marcela Respect.

No segundo tempo, a equipe colombiana foi cautelosa na defesa e tentou precisão e eficácia no ataque, mas os uruguaios se defenderam bem e se tornaram perigosos na tentativa de empatar a partida disputada no estádio “Atahualpa”.

Por sua vez, o artilheiro da recente super liga equatoriana, Madelin Riera, deu a vitória com suas três finalizações, aos 14 minutos do segundo tempo, 36 minutos do segundo tempo e 40 minutos do segundo tempo, à equipe equatoriana Deportivo Cuenca sobre os estudantes de Caracas.

O desconto da equipe venezuelana foi de Hilaris Villasana aos 43 minutos do segundo tempo.

A partida entre equatorianos e venezuelanos foi intensa no estádio “Rodrigo Paz Delgado”, pois os visitantes saíram do primeiro momento em busca das anotações, mas não tiveram eficácia, e aos poucos a equipe local reagiu e trouxe perigo ao arco. oposto.

O Atlético Huila lidera o Grupo A, completado por Peñarol, Cerro Porteño, Paraguai e o Colo Colo chileno.

O Deportivo Cuenca domina o Grupo B, concluído por estudantes de Caracas, bolivianos do Mundo Futuro e brasileiros da Ferroviaria.

Confira os resultados desta sexta-feira (11):

Grupo A:

Atlético Huila (Colômbia) 2 X 1 Peñarol (Uruguai)

Cerro Porteño (Paraguai) 3 X 2 Colo Colo (Chile)

Grupo B:

Deportivo Cuenca (Colômbia) 3 X 1 Estudiantes de Caracas (Venezuela)

Mundo Futuro (Bolívia) 1 X 10 Ferroviária-SP (Brasil)

Reportagem: Olimpiadatododia.com.br /Eurosport.es

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *