Ferrão lidera o grupo A

Edson Cariús sai do banco e marca na vitória do Ferroviário sobre o Globo.

Atacante marca o gol do triunfo no segundo tempo.

Ferrão tem 10 pontos e está na liderança do Grupo A, e Globo tem três

Com gol de Edson Cariús, o Ferroviário superou o Globo por 1 a 0 na Arena Castelão, nesta segunda-feira (20), pela quarta rodada da Série C do Brasileiro.

O gol foi marcado na segunda etapa. Cariús iniciou na reserva, e entrou no lugar de Leanderson, no segundo tempo.

Com o placar, o Tubarão da Barra chega aos 10 pontos e está na primeira colocação do Grupo A.

O Globo tem três pontos, bem próximo à zona de descenso

O Ferrão teve a primeira boa chance do jogo aos 12 minutos do primeiro tempo, após lance de Léo Jaime, mas não aproveitou.

O Globo não ficou tímido e respondeu com Chiclete.

Aos 35 minutos do primeiro tempo, Cristiano Sergipano ficou cara a cara com o goleiro, que fez grande defesa.

No rebote, Lauder tentou o gol, mas Nícolas também afastou o perigo.

Outro que ficou cara a cara com o goleiro foi Afonso, que chutou para fora

No intervalo, os times voltaram sem alterações.

No início, o Ferroviário já veio na pressão.

Em cobrança de falta de Jeferson Caxito, Mazinho desviou em direção ao gol, Wadson tirou a bola e ela explodiu no travessão.

Edson Cariús, Lucas Mendes e Juninho Arcanjo foram as apostas de Marcelo Vilar para mudar o cenário do jogo.

O Ferrão ainda ficou com um a mais, após expulsão de Lauder.

Jogador do Globo levou vermelho direto após xingar o assistente.

O Globo também mudou.

Entrou Galiardo para saída de Hudson.

A mudança de Vilar vingou.

Edson Cariús marcou aos 39 minutos do segundo tempo, garantindo mais três pontos.

Na próxima rodada, o Ferroviário encontra o Sampaio Corrêa no próximo domingo (26), no Castelão-MA, às 17 horas (horário de Brasília).

O Globo duela com o Treze em casa, no mesmo dia, às 17 horas (horário de Brasília).

Remo domina, goleiro do Ypiranga-RS faz milagres e jogo termina sem gols em Belém.

Mesmo com ampla posse de bola e muitas chances de gol, Remo para nas defesas de Deivity, do Ypiranga-RS.

O Remo poderia ter tranquilamente deixar o Mangueirão, nesta segunda-feira (20), com uma vitória.

Isso só não aconteceu graças a atuação do goleiro Deivity, do Ypiranga-RS, que viveu noite iluminada.

Foram pelo menos quatro defesas difíceis e um milagre, no chute de Douglas Packer, aos 8 minutos do segundo tempo.

A partida foi dominada pelo time paraense, que teve 13 finalizações contra apenas uma do Canarinho gaúcho, ainda na etapa inicial.

Apesar do empate, os jogadores do Leão tiveram o esforço reconhecido pela torcida, que aplaudiu o time na saída de campo.

O empate mantém o Remo na terceira colocação do Grupo B, com os mesmos 8 pontos de Volta Redonda e Juventude.

Os azulinos permanecem atrás da dupla por ter saldo de gols pior.

O Ypiranga-RS também não muda de posição e continua em quinto lugar, agora com 5 pontos, empatado com o São José, o sexto lugar e com dois a menos que o Paysandu, que abre o G-4.

As duas equipes só voltam a campo pela Série C no próximo domingo (26).

O Ypiranga-RS retorna para Erechim e recebe o Tombense, oitavo colocado, a partir das 15h30 (horário de Brasília), no Colosso da Lagoa.

Antes, na quinta-feira (23), faz o segundo jogo da final da Divisão de Acesso do Campeonato Gaúcho contra o Esportivo, em Bento Gonçalves.

O Leão encara o Atlético-AC, novamente no Mangueirão, em Belém, a partir das 16 horas (horário de Brasília) do dia 26 de maio.

A equipe acreana ocupa a sétima posição do Grupo B.

O Remo fez valer o seu mando de campo e dominou as ações ao longo da primeira etapa.

Os azulinos tiveram ampla posse de bola, mas viram um adversário bem fechado na defesa.

O Ypiranga-RS passou a maior parte do tempo com seus onze jogadores atrás da linha da bola, o que dificultou bastante para que o time paraense conseguisse entrar na área.

Ainda assim, o Remo conseguiu seis finalizações, duas delas com perigo.

O Canário gaúcho, quando recuperava a bola, era muito lento na transição ofensiva e, por isso, não conseguiu encaixar bons contra-ataques.

A melhor chance aconteceu apenas aos 44 minutos do primeiro tempo, quando Paulinho finalizou fraco em cima do goleiro Vinícius.

Foi o único chute a gol da equipe de Erechim no primeiro tempo.

A pressão do Remo se intensificou ainda mais na etapa final.

O time se lançou todo ao ataque e quase não deixou o Ypiranga respirar em campo.

Foram duas chances claras com apenas dois minutos, mas Ramires e Carlos Alberto pararam na defesa canarinha.

Aos 8 minutos do segundo tempo, o goleiro Deivity fez seu primeiro milagre e evitou, com a ponta dos dedos, que o chute certeiro de Douglas Packer entrasse no ângulo.

O time paraense continuou o restante da etapa rondando a área e pressionando o adversário.

Deivity ainda fez mais duas grandes defesas, aos 30 minutos do segundo tempo e 36 minutos do segundo tempo.

Nos minutos finais o Remo abusou de bolas alçadas na área, já sem o mesmo perigo, e não conseguiu abrir o placar.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *