ESTÁDIOS FORAM AVALIADOS

Os estádios brasileiros agora serão classificados com uma a cinco estrelas em um critério semelhante ao usado com hotéis. O Ministério do Esporte lançou nesta quinta-feira o projeto Sistema Brasileiro de Classificação de Estádios (Sisbrace) para avaliar 155 arenas nesta primeira etapa.

Dentre os inspecionados, 13 garantiram cinco estrelas.

São eles: Allianz Parque, Arena Corinthians, Arena da Amazônia, Arena do Grêmio, Arena Pernambuco, Mineirão, Castelão, Arena da Baixada, Maracanã, Beira-Rio, Arena das Dunas, Mané Garrincha e Fonte Nova.

Apesar de todos terem conquistado cinco estrelas, o único que obteve nota máxima em todos os quesitos foi a Arena da Dunas.

Já o Morumbi ficou fora da elite, com quatro estrelas.

A avaliação do estádio são-paulino, aliás, foi contraditória: inicialmente, uma parte do relatório apontava cinco estrelas, enquanto outra indicava quatro.

O problema foi corrigido pelo Ministério do Esporte posteriormente.

Outros dois estádios ficaram com quatro estrelas: Arena Pantanal e Pituaçu.

Para fazer a classificação, o novo sistema avaliou itens como conforto, segurança, acessibilidade e condições sanitárias e de higiene.

Os estádios em condições ideais receberam cinco “bolas”, ao invés de estrelas. Os mais desfavoráveis receberam uma bola.

A validade da classificação é de 36 meses, porém ela não é estática, para proporcionar que os administradores promovam melhorias.

Dessa forma, a própria arena pode solicitar uma nova avaliação a qualquer momento para que a pontuação seja alterada.

Confira as classificações dos 155 estádios avaliados:

5 estrelas
Allianz Parque – São Paulo (SP)
Arena Corinthians – São Paulo (SP)
Arena da Amazônia – Manaus (AM)
Arena do Grêmio – Porto Alegre (RS)
Arena Pernambuco – São Lourenço da Mata (PE)
Governador Magalhães Pinto (Mineirão) – Belo Horizonte (MG)
Governador Plácido Aderaldo Castelo (Arena Castelão) – Fortaleza (CE)
Joaquim Américo Guimarães (Arena da Baixada) – Curitiba (PR)
Jornalista Mário Filho (Maracanã) – Rio de Janeiro (RJ)
José Pinheiro Borda (Beira-Rio) – Porto Alegre (RS)
Marinho Chagas (Arena das Dunas) – Natal (RN)
Nacional Mané Garrincha – Brasília (DF)
Octávio Mangabeira (Arena Fonte Nova) – Salvador (BA)

4 estrelas
Arena Pantanal – Cuiabá (MT)
Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi) – São Paulo (SP)
Roberto Santos (Pituaçu) – Salvador (BA)

3 estrelas
Aldemar da Costa Carvalho (Ilha do Retiro) – Recife (PE)
Ademar Pereira de Barros (Arena da Fonte) – Araraquara (SP)
Aderbal Ramos da Silva (Ressacada) – Florianópolis (SC)
Alfredo de Castilho (Alfredão) – Bauru (SP)
Alfredo Jaconi – Caxias do Sul (RS)
Aniceto Moscoso (Conselheiro Galvão) – Rio de Janeiro (RJ)
Anísio Haddad – São José do Rio Preto (SP)
Arena da Floresta – Rio Branco (AC)
Arena Joinville – Joinville (SC)
Arnaldo Busatto (Olímpico Regional) – Cascavel (PR)
Brinco de Ouro da Princesa – Campinas (SP)
Cláudio Moacyr Azevedo (Moacyrzão) – Macaé (RJ)
Complexo Esportivo Ulbra – Canoas (RS)
Dilzon Luiz de Melo (Melão) – Varginha (MG)
Dr. Orlando Batista Novelli (Arena Barueri) – Barueri (SP)
Durival Brito e Silva (Vila Capanema) – Curitiba (PR)
Estádio do Vale – Novo Hamburgo (RS)
Francisco Stédile (Centenário) – Caxias do Sul (RS)
Frei Epifânio D’Abadia – Imperatriz (MA)
Giulite Coutinho (Edson Passos) – Mesquita (RJ)
Hailé Pinheiro – Goiânia (GO)
Heriberto Hülse – Criciúma (SC)
Horácio Domingos de Sousa (Domingão) – Horizonte (CE)
Índio do Condá (Arena Condá) – Chapecó (SC)
Joaquim Henrique Nogueira (Arena do Jacaré) – Sete Lagoas (MG)
João Castelo (Castelão) – São Luís (MA)
José Cândido dos Santos Virote (Virotão) – Naviraí (MS)
José Maria Campos Maia – Mirassol (SP)
Leônidas Sodré de Castro (Curuzu) – Belém (PA)
Lomanto Júnior (Lomantão) – Vitória da Conquista (BA)
Major Antônio Couto Pereira (Couto Pereira) – Curitiba (PR)
Maria Lamas Farache (Frasqueirão) – Natal (RN)
Mario Helênio (Helenão) – Juiz de Fora (MG)
Nabi Abi Chedi – Bragança Paulista (SP)
Olímpico do Pará (Mangueirão) – Belém (PA)
Orlando Scarpelli – Florianópolis (SC)
Oswaldo Teixeira Duarte (Canindé) – São Paulo (SP)
Paulo Constantino (Eduardo José Farah) – Presidente Prudente (SP)
Paulo Machado de Carvalho (Pacaembu) – São Paulo (SP)
Pedro Pedrossian (Morenão) – Campo Grande (MS)
Parque Montanha dos Vinhedos – Bento Gonçalves (RS)
Presidente Vargas – Fortaleza (CE)
Raimundo Sampaio (Arena Independência) – Belo Horizonte (MG)
Roberto Simonsen (Sesi) – Manaus (AM)
Santa Cruz – Ribeirão Preto (SP)
São Januário – Rio de Janeiro (RJ)
Serra Dourada – Goiânia (GO)
Sylvio Raulino Oliveira (Estádio da Cidadania) – Volta Redonda (RJ)
Urbano Caldeira (Vila Belmiro) – Santos (SP)
Valmir Campelo Bezerra (Bezerrão) – Gama (DF)
Waldemiro Wagner (Felipão) – Paranavaí (PR)

2 estrelas
Ademar de Barros (Ademarzão) – Araçatuba (SP)
Ademir Cunha – Paulista (PE)
Alencar de Araripe (Engenheiro Araripe) – Cariacica (ES)
Alfredo Chiavegato – Jaguariúna (SP)
Anacleto Campanella – São Caetano do Sul (SP)
Antonio Aquino Lopes (Florestão) – Rio Branco (AC)
Antônio Carlos Valadares (Vavazão) – Maruim (SE)
Arnaldo Lopes Martins (Portal da Amazônia) – Vilhena (RO)
Augustinho Pires de Lima – Sobradinho (DF)
Benedito Teixeira (Teixeirão) – São José do Rio Preto (SP)
Bento da Silva Freitas (Baixada) – Pelotas (RS)
Bento de Abreu Sampaio Vidal (Abreuzão) – Marília (SP)
Boca do Lobo – Pelotas (RS)
Bom Jesus da Lapa – Apucarana (PR)
Castanheiras – Farroupilha (RS)
Coaracy da Mata Fonseca (Fumerão) – Arapiraca (AL)
Colosso da Lagoa – Erechim (RS)
Complexo Esportivo Totão – Mâncio Lima (AC)
Cornélio de Barros Muniz – Salgueiro (PE)
Dario Rodrigues Leite (Ninho da Garça) – Guaratinguetá (SP)
Décio Vitta (Rio Brancão) – Americana (SP)
Estádio dos Amaros – Itápolis (SP)
Eduardo Guinle – Nova Friburgo (RJ)
Eládio de Barros Carvalho (Aflitos) – Recife (PE)
Elmo Serejo Farias (Boca do Jacaré/Serejão) – Taguatinga (DF)
Evandro Almeida (Baenão) – Belém (PA)
Francisco Garcia (Chicão) – Rio Preto da Eva (AM)
Frédis Saldivar (Douradão) – Dourados (MS)
Glicério Marques – Macapá (AP)
Godofredo Cruz – Campos dos Goytacazes (RJ)
Governador Alberto Silva (Albertão) – Teresina (PI)
Guilherme da Silveira Filho (Moça Bonita) – Rio de Janeiro (RJ)
Hercílio Luz (Gigantão) – Itajaí (SC)
Hermínio Ometto (Herminião) – Araras (SP)
Iliê Vidal (Ninho da Águia) – Rio Brilhante (MS)
Jacy Scaff (Estádio do Café) – Londrina (PR)
João Havelange (Parque do Sabiá) – Uberlândia (MG)
Jonas Ferreira Duarte – Anápolis (GO)
José Américo de Almeida Filho (Almeidão) – João Pessoa (PB)
José do Rego Maciel (Arruda) – Recife (PE)
José Lancha Filho (Lanchão) – Franca (SP)
José Roriz Aguiar (Serra do Lago) – Luziânia (GO)
Leôncio Miranda (Mirandão) – Araguaína (TO)
Manoel Barradas (Barradão) – Salvador (BA)
Maria de Lourdes Abadia (Abadião) – Ceilândia (DF)
Massami Uriu (Gigante do Norte) – Sinop (MT)
Mauro Castelo Branco Sampaio (Romeirão) – Juazeiro do Norte (CE)
Moisés Lucarelli (Majestoso) – Campinas (SP)
Nhozinho Santos – São Luís (MA)
Nilton Santos – Palmas (TO)
Novelli Júnior – Itu (SP)
Paulo de Souza Coelho – Petrolina (PE)
Plácido Aderaldo Castelo (Junco) – Sobral (CE)
Raimundo Ribeiro de Souza (Ribeirão) – Boa Vista (RR)
Rei Pelé – Maceió (AL)
Romildo Vitor Gomes Ferreira – Mogi Mirim (SP)
Senador Zezé Perrella (Arena do Calçado) – Nova Serrana (MG)
Walter Ribeiro – Sorocaba (SP)
Willie Davids (Regional) – Maringá (PR)

1 estrela
1º de Maio – São Bernardo do Campo (SP)
Alberto Oliveira (Joia da Princesa) – Feira de Santana (BA)
Barão de Serra Negra – Piracicaba (SP)
Dinarte de Medeiros Mariz (Marizão) – Caicó (RN)
Ernanti Sátyro (Amigão) – Campina Grande (PB)
Gerson Amaral – Coruripe (AL)
Gilberto Resende Rocha (Resendão) – Gurupi (TO)
Governador Virgílio Távora (Mirandão) – Crato (CE)
Helvídio Nunes – Picos (PI)
Jayme Pinheiro Ulhoa Cintra – Jundiaí (SP)
João Guido (Uberabão) – Uberaba (MG)
João Lamego Neto (Lamegão) – Ipatinga (MG)
João Ribeiro (Ribeirão) – Tocantinópolis (TO)
José Cavalcanti – Patos (PB)
José Luiz Neri Correa (Correão) – Bacabal (MA)
José Nazareno (Nazarenão) – Natal (RN)
Juscelino Kubitschek de Oliveira – Itumbiara (GO)
Lindolfo Monteiro – Teresina (PI)
Luiz Geraldo da Silva (Geraldão) – Cáceres (MT)
Luiz José de Lacerda (Lacerdão) – Caruaru (PE)
Luiz Viana Filho (Itabunão) – Itabuna (BA)
Luthero Lopes (Caldeirão) – Rondonópolis (MT)
Major José Levy Sobrinho (Limeirão) – Limeira (SP)
Manoel Leonardo Nogueira (Nogueirão) – Mossoró (RN)
Mão Santa (Piscinão) – Parnaíba (PI)
Orfelino Martins Valente (Parque do Bacurau) – Cametá (PA)
Presidente Médici (Tremendão da Serra) – Itabaiana (SE)
Renê Bayma – Codó (MA)
Waldemar Teixeira de Farias (Farião) – Divinópolis (MG)

Reportagem: Esporte.uol.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *