Empate ruim para os dois

Botafogo-PB e Santa Cruz empatam e seguem sem vencer na Série C.

Tricolor abriu placar, mas Belo empatou ainda no primeiro tempo e parou no goleiro Anderson em busca de virada; equipes são últimas colocadas do grupo A.

Não foi dessa vez que Botafogo-PB e Santa Cruz conseguiram a primeira vitória na Série C do Campeonato Brasileiro.

As equipes ficaram no 1 a 1, no estádio Almeidão, em João Pessoa, nesta segunda-feira (13).

Assim, seguem nas últimas colocações do grupo A da competição, passadas três rodadas.

O Belo é o nono colocado, com 3 pontos em três empates.

Já o Tricolor é o lanterna, com 2 pontos.

O Santa Cruz volta a jogar no próximo sábado (18), às 17h15 (horário de Brasília), no estádio do Arruda, contra o Sampaio Corrêa.

Já o Botafogo-PB, no dia seguinte, domingo (19), às 16 horas (horário de Brasília), enfrenta o ABC-RN no estádio Frasqueirão.

Ambas as partidas são pela Série C.

Contando com duas estreias e uma tentativa de virar a chave após resultados negativos, o Santa Cruz foi pra cima no início.

Depois de perder chance com Misael, o Tricolor teve Pipico derrubado na área logo aos 5 minutos do primeiro tempo.

O próprio atacante bateu o pênalti e abriu o placar.

Depois do gol, o Botafogo-PB equilibrou as ações e chegou ao empate aos 17 minutos do primeiro tempo, com Felipe Alves.

O Belo, então, quase virou com Clayton, aos 25 minutos do primeiro tempo, e Lula, aos 30 minutos do primeiro tempo, mas Anderson salvou o Santa com boas defesas.

Não há muito o que falar sobre chances reais na segunda etapa.

As equipes erraram bastante, principalmente no último passe.

Quando conseguiram finalizar, não levaram real perigo, como em chute de Clayton que passou à esquerda de Anderson.

No Santa, Pipico recebeu uma bola na área, mas teve o chute travado.

As substituições também não tiveram efeito desejado.

No final, o Botafogo-PB ensaiou uma pressão, mas não conseguiu furar a defesa coral.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *