E O BRASILEIRÃO CHEGOU AO FIM…

Rodada que mexeu com a emoção dos torcedores, a cada momento, um lance mudava a classificação da tabela.

Na disputa pela Taça Libertadores, Botafogo e Atlético-PR ficaram com as duas vagas.

O Corinthians ficou de fora.

Na luta contra a queda, o Internacional acabou não fazendo o dever de casa e disputará pela primeira vez em sua história a Série B em 2017.

O Palmeiras venceu mais uma e terminou com 80 pontos, só não foi melhor que o Corinthians que em 2015 fez 81 pontos.

Na disputa pela segunda posição, o Santos venceu e o Flamengo apenas empatou.

Melhor para os paulistas.

Além de um duplo WO entre Chapecoense e Atlético-MG que não entraram em campo na Arena Condá, em Chapecó.

Confira os resultados:

No Barradão, em Salvador, o Palmeiras virou sobre o Vitória.

Aos 12 minutos do primeiro tempo, Marinho cobrou a falta, a bola passou por toda defesa do Palmeiras e entrou.

Vitória 1 a 0.

Aos 15 minutos do primeiro tempo, depois do bate rebate a bola sobrou para Gabriel que marcou o gol de empate.

E aos 45 minutos do primeiro tempo, Alecssandro marcou para o Palmeiras.

Final, Vitória-BA 1 Palmeiras-SP 2.

Com o resultado, mesmo começando com apenas três titulares (Jailson, Mina e Tchê Tchê), o Palmeiras atingiu 44 pontos no segundo turno, o melhor desempenho de uma metade do Brasileirão com 20 times.

Com a vinte e quatro vitórias, igualou Cruzeiro-2014 e Corinthians-2015 com o maior número de triunfos nesse formato.

Além disso, é o primeiro time a não ter jogador expulso na competição.

Quer mais?

Com 62 gols, o Verdão tornou-se o que mais balançou as redes neste Brasileiro.

Já era o menos vazado (32 gols) e o que menos tinha perdido (seis jogos).

Fechou com chave de ouro.

Em Edson Passos, Fluminense e Internacional ficaram no empate que culminou no rebaixamento para o time Gaúcho.

Aos 27 minutos do segundo tempo, Douglas marcou chutando de fora da área para marcar.

Fluminense 1 a 0.

Aos 41 minutos do segundo tempo, Gustavo Ferrareis também de fora da área chegou a empatar.

No primeiro tempo, o Fluminense ainda desperdiçou um pênalti com Richarlison.

Final, Fluminense-RJ 1 Internacional-RS 1.

Na Arena do Grêmio, o Botafogo conseguiu a classificação para a Taça Libertadores ao vencer fora de casa pelo placar mínimo.

Aos 16 minutos do primeiro tempo, Bruno Silva dominou fez o giro e marcou um golaço.

Final, Grêmio-RS 0 Botafogo-RJ 1.

No Pacaembu, o São Paulo com um ano de muitos altos e baixos, fechou o Brasileirão goleando o Santa Cruz que se despede de forma melancólica.

Logo com 1 minuto David Neres marcou 1 a 0 para o São Paulo.

Aos 29 minutos do primeiro tempo, Gilberto acertou um belo chute de fora da área.

São Paulo 2 a 0.

Aos 12 minutos do segundo tempo, Chavez marcou um belo gol.

São Paulo 3 a 0.

Aos 27 minutos do segundo tempo, Chavez marcou o quarto do São Paulo e o segundo dele no jogo.

Aos 36 minutos do segundo tempo, Luiz Araújo fechou o placar.

Final, São Paulo-SP 5 Santa Cruz-PE 0.

No Moisés Lucarelli, a Ponte venceu o Coritiba, alcançou uma pontuação histórica com 53 pontos e tirou o Coritiba da Copa Sul-Americana.

Aos 14 minutos do segundo tempo, William Pottker marcou de pênalti.

Ponte 1 a 0.

E aos 19 minutos do segundo tempo, Ravanelli marcou de cabeça.

Final, Ponte Preta-SP 2 Coritiba-PR 0.

Na Vila Belmiro, o Santos venceu o América-MG e fechou o ano na segunda posição.

Aos 3 minutos do segundo tempo, cruzamento na área de Copete, e Ricardo Oliveira marcou de cabeça.

Aos 35 minutos, um momento histórico para os santistas.

Elano entrou em campo pela última vez como jogador profissional.

Pendura as chuteiras, mas seguirá no Santos, trabalhando como membro da comissão técnica.

Final, Santos-SP 1 América-MG 0.

Na Arena da Baixada, o único jogo sem gols, entre Atlético-PR e Flamengo.

O time paranaense parou na boa atuação do goleiro Alex Muralha.

Com o resultado o Furacão disputará a Taça Libertadores da América em 2017.

Final, Atlético-PR 0 Flamengo-RJ 0.

Na Ilha do Retiro, o Sport venceu o Figueirense e confirmou a permanência na Série A em 2017.

Os gols foram no segundo tempo.

Com 1 minuto, Rogério chutou de fora da área marcou um golaço.

Sport 1 a 0.

E aos 43 minutos, Diego Souza fechou o placar, a bola ainda desviou na defesa do Figueirense e enganou o goleiro Gatito Fernádez.

Final, Sport-PE 2 Figueirense-SC 0.

No Mineirão, o Cruzeiro venceu o Corinthians de virada e tirou o time de São Paulo da Taça Libertadores da América de 2017, e garantiu vaga na Sul-Americana.

O Corinthians abriu o placar, aos 7 minutos do primeiro tempo Guilherme marcou.

Aos 23 minutos do primeiro tempo, Arrascaeta empatou para o Cruzeiro que naquele momento mesmo com o placar adverso era melhor.

Aos 9 minutos do segundo tempo, Marlone marcou de cabeça, e colocou o Timão na frente, 2 a 1.

Aos 11 minutos do segundo tempo, o Cruzeiro empatou com Ezequiel, em 2 a 2.

E aos 13 minutos do segundo tempo, Robinho fez um belo gol.

Final, Cruzeiro-MG 3 Corinthians-SP 2.

Em todas as partidas houve homenagens para os jogadores, comissão técnica e jornalistas que acompanhavam a Chapecoense para o primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana, em Medellín, contra o Atlético Nacional.

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) já sabia da atitude, mas precisava seguir uma série de protocolos para poder oficializar o resultado do jogo entre Chapecoense e Atlético-MG.

A federação, por exemplo, enviou um trio de arbitragem ao estádio.

Foram responsáveis por confirmar na súmula que as equipes não compareceram ao local da partida.

Para isso, nem precisaram entrar em campo e cumpriram tal protocolo diretamente dos vestiários, aguardando por até 30 minutos pela escalação das equipes.

Por isso, a CBF escalou árbitros locais.

Rodrigo D’Alonso Ferreira, Henrique Neu Ribeiro e Johnny Barros de Oliveira que são de Santa Catarina e foram os responsáveis pela condução do processo.

Apesar da bola não rolar, o gramado estava em condições de jogo e com as placas publicitárias instaladas.

Essa foi, aliás, a única maneira de acompanhar o W.O.

Os portões da Arena Condá estiveram fechados e ingressos não foram comercializados.

Não houve alteração na classificação do Brasileirão com a ausência dos times.

O árbitro declarou que as duas equipes foram derrotadas por 3 a 0 e ninguém somou ou perdeu pontos.

Confira a classificação final:

1º Palmeiras-SP: 80 pontos

2º Santos-SP: 71 pontos (22 vitórias)

3º Flamengo-RJ: 71 pontos (20 vitórias)

4º Atlético-MG: 62 pontos

5º Botafogo-RJ: 59 pontos

6º Atlético-PR: 57 pontos

7º Corinthians-SP: 55 pontos

8º Ponte Preta-SP: 53 pontos

9º Grêmio-RS: 53 pontos

10º São Paulo-SP: 52 pontos (14 vitórias)

11º Chapecoense-SC: 52 pontos (13 vitórias)

12º Cruzeiro-MG: 51 pontos

13º Fluminense-RJ: 50 pontos

14º Sport-PE: 47 pontos

15º Coritiba-PR: 46 pontos

16º Vitória-BA: 45 pontos

17º Internacional-RS: 43 pontos

18º Figueirense-SC: 37 pontos

19º Santa Cruz-PE: 31 pontos

20º América-MG: 28 pontos

Palmeiras (campeão do Campeonato Brasileiro de 2016), Santos (vice-campeão do Campeonato Brasileiro de 2016), Flamengo (3º Colocado) e Atlético-MG (4º Colocado) estarão na fase de grupos da Taça Libertadores da América de 2017.

Botafogo (5º Colocado) e Atlético-PR (6º Colocado), vão disputar a fase classificatória da Taça Libertadores da América.

Grêmio (campeão da Copa do Brasil de 2016), e a Chapecoense (declarada campeã da Copa Sul-Americana de 2016), estão na fase de grupos da Taça Libertadores.

Corinthians (7º Colocado), Ponte Preta (8º Colocado), São Paulo (10º Colocado), Cruzeiro (12º Colocado), Fluminense (13º Colocado) e Sport (14º Colocado), vão disputar a Copa Sul-Americana de 2017.

Já Internacional (17º Colocado), Figueirense (18º Colocado), 19º Santa Cruz (19º Colocado) e América-MG (20º Colocado), disputarão em 2017, o Campeonato Brasileiro da Série B.

Reportagem: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *