É clima de Fórmula 1 em São Paulo

O Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1 está mais próximo do que nunca. Neste domingo, dia 13 de novembro, a cidade de São Paulo recebe o único GP da América do Sul no calendário da mais importante competição de pilotos do mundo. O alemão Nico Rosberg, da equipe Mercedes GP, é o atual líder do ranking e conquista o título com uma etapa de antecedência se vencer no Brasil. Ele compete contra o companheiro de equipe, o atual tricampeão Lewis Hamilton.

Por si só, a competição já é um atrativo grandioso, com turistas até de outros países. Mas o que nem todos sabem é o que o GP Brasil movimenta nos bastidores. Desde a década de 1990 que a economia da cidade gira, principalmente gastronômica e hoteleira, e é impulsionada pela Fórmula 1. De fato, é uma verdade que até ouvimos falar, mas não para por aí, não. Além disso, esta semana também marca o início do Salão do Automóvel de São Paulo, outro evento diretamente ligado ao automobilismo, e que também movimenta a economia paulista e brasileira.

Em 2014, último ano que tivemos os dois simultaneamente, o capital gerado foi de cerca de R$ 500 milhões, de acordo com a São Paulo Turismo (empresa municipal de turismo e eventos). Mas essa conta não inclui apenas a economia do turismo nesta época do ano, mas também o consumo de bens duráveis, como automóveis, peças e equipamentos.

Muito em função do clima, da expectativa e das promoções criadas por montadoras, vendedoras e revendedoras de carros e peças, os apaixonados por veículos sentem-se motivados para personalizar e para qualificar seus veículos neste momento. A venda de peças, por exemplo, recebe reforço nas lojas e nos estoques.

A Tottoti Auto Parts é uma destas companhias que está preocupada em dar mais identidade e beleza ao seu carro. Confira algumas das principais peças do mercado, como soleiras, calotas, volantes e muito mais.

, , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *