Duelo em aberto!!!

Em jogo de pouca emoção, Fortaleza e Athletico empatam no primeira embate.

Partida marcou a volta da venda de bebidas alcoólicas na Arena Castelão, depois de 11 anos.

Em campo, os jogadores criaram poucas oportunidades de gol na partida de ida das oitavas da Copa do Brasil.

Nem Rogério Ceni e nem Tiago Nunes.

Na Arena Castelão, nenhum técnico viu Fortaleza e Athletico balançarem as redes no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, na noite desta quinta-feira (16).

A partida marcou a volta da venda de bebidas alcoólicas na Arena Castelão, depois de 11 anos.

Mas, se fora de campo o torcedor teve essa novidade, dentro do gramado os jogadores criaram poucas oportunidades de gol.

O Athetico fez uma boa marcação na primeira etapa.

Mas não foi um duelo emocionante, principalmente na segunda etapa.

Nem mesmo as mudanças promovidas pelos dois técnicos foram capazes de aquecer o Castelão

Fortaleza e Athletico fizeram um primeiro tempo estudado, em que o Furacão conseguiu ser superior.

Isso porque soube ter uma solidez defensiva e maior objetividade ao investir nos ataques.

Tanto é que a primeira boa chance foi do Athletico, mas só aos 28 minutos do primeiro.

Wellington cruzou para a área, Marco Ruben acertou belo voleio, mas Marcelo Boeck fez a defesa.

O Fortaleza quase chegava ao gol na sequência, mas com chute de Wellington, ao tentar tirar a bola da própria área.

Rony arriscou aos 38 minutos do primeiro e quase surpreendeu Boeck. Ceni e Tiago Nunes usaram todos os segundos livres para orientação aos atletas, mas ninguém conseguiu abrir o placar na primeira etapa.

A única substituição no intervalo foi de Ceni: entrou Edinho para a saída de André Luís.

Ceni tentava investir em velocidade.

O Fortaleza, de fato, conseguiu crescer e se mandar mais ao ataque.

Aos 15 minutos do primeiro tempo, Marlon desperdiçou uma oportunidade de gol.

Tiago Nunes promoveu a entrada de Léo Cittadini e Braian Romero.

Júnior Santos e Matheus Alessandro foram as apostas de Ceni para tentar vazar a defesa do Athletico.

O Athletico valorizou a posse de bola e as trocas de passes para chegar à área adversária.

Os visitantes, porém, não mostravam a mesma intensidade e a mesma velocidade.

Jogo morno até o fim.

As equipes se encontram no dia 5 de junho, na Arena da Baixada, às 19h15 (horário de Brasília), no confronto de volta das oitavas da Copa do Brasil.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *