Dia Nacional do Futebol

CBF (Confederação Brasileira de Futebol) recebe homenagem da Presidência da República no Dia Nacional do Futebol.

Solenidade promovida pela Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania promoveu série de homenagens a grandes nomes do futebol brasileiro.

A data desta sexta-feira é especial.

Neste 19 de julho é comemorado o Dia Nacional do Futebol.

A Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania promoveu uma solenidade especial em Brasília-DF para celebrar o dia.

A CBF fez parte do evento, com a participação do Secretário-Geral, Walter Feldman, e foi homenageada pelo Presidente da República Federativa do Brasil, Jair Bolsonaro.

A Confederação Brasileira de Futebol teve o trabalho desenvolvido ao longo dos últimos anos reconhecido no discurso de Bolsonaro.

A conquista da Copa América 2019 pela Seleção Masculina Principal e o desempenho da Seleção Feminina Principal na Copa do Mundo 2019 também foram exaltados pelas autoridades presentes.

Walter Feldman recebeu do Presidente da República uma placa, um diploma pelas eméritas conquistas e contribuições ao futebol brasileiro e retribuiu a homenagem o presenteando com uma camisa da Seleção Brasileira.

“É um dia histórico e simbólico. É a primeira vez, nesta dimensão, que o Governo, como um todo, através do próprio Presidente e seus Ministros e Secretários ligados ao esporte, fez uma homenagem aos ídolos do passado das nossas Seleções vencedoras, mas também homenageia instituições que comandam o futebol brasileiro, particularmente a CBF. Um tratamento exemplar, respeitoso e reconhecedor de tudo aquilo que foi feito. Isso mostra que a boa relação institucional pode fazer tudo para que o futebol brasileiro seja cada vez maior”, declarou Walter Feldman.

A cerimônia foi conduzida pelo Secretário Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor, Ronaldo Lima.

Além dele, sentaram à mesa central o Presidente Jair Bolsonaro, Walter Feldman, o Ministro da Cidadania, Osmar Terra, o Ministro substituto da Mulher, Família e Direitos Humanos, Sergio Carraza, o Secretário Especial de Esporte, Décio Brasil, e o bicampeão mundial com a Seleção Brasileira em 1958 e 1962, Pepe.

Conhecido como Canhão da Vila, o ídolo do Santos foi reverenciado no palco e bastante festejado por Bolsonaro, que o colocou no centro da mesa e brincou dizendo: “Ele é o presidente hoje!”.

Também foram homenageados o tetracampeão mundial (1958, 1962, 1970 e 1994) Zagallo, representado pelo filho Paulo Zagallo, o campeão mundial em 1994, Mauro Silva, o campeão mundial em 2002 Lúcio, o campeão mundial em 1970 Jairzinho, a lateral-esquerda da Seleção Brasileira Feminina e do Corinthians, Tamires, e a ex-capitã da Seleção Brasileira Feminina, Aline Pellegrino.

“O esporte é importante porque nós temos de ter um corpo são para ter uma mente sã. No que for possível, é a ideia do Ministro Osmar (Terra), voltar com o esporte nas escolas. Eu mesmo desenvolvi o esporte lá em Eldorado Paulista-SP, no grupo e depois no Ginásio, e o esporte tira, evita e previne a questão das drogas e é muito importante”, destacou o Presidente Bolsonaro.

Fundado em 19 de julho de 1900, o Sport Club Rio Grande teve um aniversário de 119 anos bastante especial.

Através do conselheiro Cecílio Sepúlveda Teixeira, o time foi homenageado na cerimônia em Brasília por ter sido o primeiro clube de futebol fundado no país.

O evento também contou com a presença de presidentes de Federações Estaduais e de clubes das Séries A e B do Campeonato Brasileiro.

Reportagem: CBF.com.br

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *