DE BOM COM A VIDA!!!

A Chapecoense estreou na noite desta terça-feira (7), na fase de grupos da Taça Libertadores da América.

Jogando fora de casa o time não se incomodou em nenhum momento com a pressão dos mais de 40 mil torcedores que compareceram ao Estádio Pachenco, em Maracaibo, na Venezuela.

E controlou grande parte do jogo para fazer história.

Desde 2007, que uma equipe brasileira que fazia a estreia na competição não vencia.

Naquela época o Paraná Clube dirigido pelo então técnico Caio Júnior, que era o treinador da Chape no acidente trágico em 29 de novembro de 2016 venceu o Unión Maracibo por 4 a 2 fora de casa também assim, como o verdão do Oeste Catarinense.

Aos 32 minutos do primeiro tempo, Reinaldo cobrou de falta sem ângulo pelo lado direito, o zagueiro Plazas ainda tentou evitar o gol história da Chape.

Chapecoense 1 a 0.

Aos 23 minutos do segundo tempo, Luiz Antônio recebeu passe de João Pedro e chutou direto e forte na direção do gol, de fora da área.

Chapecoense 2 a 0.

O Zuilá chegou a descontar.

Aos 32 minutos do segundo tempo, escanteio na segunda trave, Nathan errou na marcação, Zambrano cabeceou nas costas do zagueiro, e Arango desviou para as redes.

O próximo compromisso da Chapecoense pela Libertadores é no dia 16 de março, uma quinta-feira, contra o Lanús, às 19h30, na Arena Condá, em Chapecó.

O Zulia enfrenta o Nacional, no dia 15, fora de casa.

Antes de enfrentar o Lanús, o time verde e branco entra em campo pelo Campeonato Catarinense, contra o Inter de Lages, no dia 11 de março.

Final, Zuliá (Venezuela) 1 Chapecoense-SC (Brasil) 2.

Outra equipe brasileira que entrou em campo foi o Atlético-PR que abriu dois a zero no placar.

Mas, não conseguiu segurar o resultado, e sofreu o empate.

Aos 4 minutos do primeiro tempo, o zagueiro Thiago Heleno tocou em Jonathan no lado direito e perto da linha de fundo, fez o cruzamento rasteiro para dentro da área onde Lucho apareceu para completar.

Atlético-PR 1 a 0.

Aos 30 minutos do segundo tempo, Matheus Rossetto começou e a jogada tocou em Nikão que dominou e acertou um lindo chute no ângulo do goleiro Toselli.

Atlético-PR 2 a 0.

Aos 40 minutos do segundo tempo, a equipe chilena tocou a bola como quer até que Gutiérrez fez o passe de calcanhar para que o cruzamento de Fuenzalida fosse na cabeça de Llanos para finalizar.

Descontando para a Universidad.

Aos 42 minutos do segundo tempo, cobrança de falta.

E Noir completou para o gol, empatando para os chilenos.

Nos minutos finais, Pablo acertou o travessão do goleiro Toselli.

Pela Taça Libertadores, o Atlético-PR volta a campo na próxima quarta-feira (15), diante do San Lorenzo (Argentina), às 19h30, no estádio Nuevo Gasómetro, na Argentina, pela segunda rodada do Grupo 4 da Libertadores da América.

A Universidad Católica encara o Flamengo, no mesmo dia, às 21h45, no estádio San Carlos de Apoquindo.

Com time alternativo, o Furacão recebe o Londrina no domingo (12), às 16 horas, na Arena da Baixada, pela sétima rodada do Campeonato Paranaense.

Final, Atlético-PR (Brasil) 2 Universidad Católica (Chile) 2.

Confira outro resultados:

Pelo Grupo , em Cochabamba, o Jorge Wilstermann da Bolívia venceu o Peñarol do Uruguai por 6 a 2.

Gols de Ríos (aos 6 minutos do primeiro tempo), Thomaz (pênalti – aos 26 minutos do primeiro tempo), Ríos (aos 32 minutos do primeiro tempo), Zenteno (aos 28 minutos do segundo tempo), Cardozo (pênalti – aos 39 minutos do segundo tempo) e Olego (aos 41 minutos do segundo tempo – Jorge Wistermann); Gastón Rodríguez (aos 3 minutos do segundo tempo) e Gastón Rodríguez (aos 24 minutos do segundo tempo – Peñarol).

Pelo Grupo 8, em Iquique, no Chile, o Guaraní do Paraguai venceu fora de casa, o Iquique.

Gol de Novick (aos 37 minutos do segundo tempo).

Reportagem: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *