CSA A UM EMPATE DO TÍTULO

O CSA abriu boa vantagem no primeiro jogo da decisão da Série C.

No confronto entre nordestinos, quase 45 mil pessoas foram à Arena Castelão neste sábado (14) e viram o Azulão vencer o Fortaleza por 2 a 1.

Michel e Pablo, contra, marcaram para o time alagoano.

Cristiano, também contra, diminuiu a diferença.

O Leão teve até mais posse de bola, cercou, mas parou no goleiro Mota quando chegou com mais perigo.

Foi vítima também de um contra-ataque muito bem executado pelo adversário.

Daniel Costa e Edinho fizeram a diferença ofensivamente.

O CSA começou o jogo ameaçando.

Edinho achou Michel na área tricolor.

Preparou para bater, mas foi travado na hora.

Depois, o Fortaleza pisou no acelerador e começou a consagrar o goleiro Mota.

Daniel Melo e Hiago bem que tentaram, mas não passaram pelo goleiro.

Mais posse de bola para o Leão, pouca efetividade. Faltava o pé que balançasse a rede.

Fora de casa, o Azulão só subia na boa, sem afobação.

Aos 40 minutos do primeiro tempo, saiu uma jogada muito bem tramada.

Fez estragos.

Daniel Costa deu um belo passe, no vazio, para Dawhan, que cruzou da direita, no capricho.

Michel finalizou no segundo poste e venceu o goleiro do Fortaleza: 1 a 0.

Foi o oitavo gol dele na Série C.

O camisa 9 é o artilheiro do CSA na competição.

O segundo tempo começou na mesma toada do primeiro.

CSA deu uma estocada perigosa.

Dessa vez foi com Edinho, que passou pelo marcador e tocou na saída do goleiro Marcelo Boeck.

Quase entrou.

O Fortaleza tinha mais posse de bola, mas criava pouco.

Quando tinha chance, ficava no goleiro Mota.

Aos 11 minutos do segundo tempo, Leandro Lima finalizou da pequena área do CSA, mas errou o alvo, na disputa com o goleiro.

Saiu por pouco.

Aos 17 minutos do segundo tempo, outro contra-ataque destruidor do time alagoano.

Daniel Costa achou Edinho na ponta direita.

O atacante cruzou à meia altura, Dick não achou e Pablo marcou contra.

Michel estava pronto para definir. Pablo quase se redimiu aos 32 minutos do segundo tempo.

Esperou a saída do goleiro Mota, que foi na linha da grande área, e mandou por cima.

A bola acertou o pé da trave.

Aos 36 minutos do segundo tempo, mais CSA. Rosinei acertou um passe especial para Gustavinho, que estava sozinho, mas parou numa grande defesa de Marcelo Boeck.

Aos 43 minutos do segundo tempo, o Fortaleza voltou para o jogo.

Gabriel Pereira recebeu na linha de fundo e cruzou.

A bola desviou em Cristiano e tirou o goleiro Mota da jogada: 2 a 1.

Sábado (21), o CSA pode perder até por 1 a 0 na finalíssima, marcada para as 18 horas (de Alagoas), no Estádio Rei Pelé, em Maceió.

O Fortaleza precisa vencer por dois gols de diferença ou por um, mas marcando três ou mais vezes (3 a 2, 4 a 3…) para ficar com a taça no tempo normal.

Se bater o adversário por 2 a 1, leva a decisão para os pênaltis.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *