CRUZEIRO ELIMINOU A CHAPE

Em jogo de muito polêmica, dois gols anulados pelos lados da Chapecoense, expulsão após o apito final e muita confusão nos vestiários das duas equipes.

E o empate em 0 a 0, deu a classificação para o Cruzeiro para as quartas de final.

A Chapecoense tinha maior posse de bola, porém, o Cruzeiro criou as jogadas mais perigosas com Alison, Henrique e Thiago Neves.

Os dez primeiros minutos o Cruzeiro dominou as ações da partida.

A Chapecoense chegou numa boa cabeçada de Wellington Paulista que o goleiro Fábio tocou para escanteio.

Depois dos 20 minutos da etapa inicial, a Chapecoense controlou bem a partida e criou dificuldades para a defesa do time mineiro.

O atacante Artur Caike teve três oportunidades de marcar para a Chape.

Nadson fez o goleiro Fábio trabalhar com uma grande defesa.

A melhor chance do Cruzeiro foi com Hudson, mas o goleiro Jandrei fez a defesa em dois tempos.

E a primeira etapa terminou em 0 a 0.

No início do segundo tempo, a Chapecoense teve o gol anulado na disputa de bola entre Hudson e Victor Ramos, o árbitro marcou falta para o Cruzeiro.

Wellington Paulista chegou a balançar a rede, mas o jogo já estava parado.

A pressão da Chape não deixava o Cruzeiro respirar na partida.

O Cruzeiro só assustava em contra-ataques.

Reinaldo acertou o travessão do goleiro Fábio.

O Cruzeiro teve chances com Ábila, Rafinha e Raniel.

A Chapecoense foi para o tudo ou nada.

Em cruzamento de Niltinho para a área, Túlio de Melo desviou, a bola sobrou para Luiz Otávio, que mandou para o gol.

Porém, o árbitro assinalou o impedimento.

Após, o apito final, os jogadores da Chapecoense foram para cima da arbitragem.

Já na entrada dos vestiários, a delegação dos dois times se envolveram em uma discussão.

O técnico Vágner Mancini acusou um integrante da delegação cruzeirense de tentar acertar um membro da Chapecoense, com uma garrafa d’água.

Após cerca de cinco minutos de confusão, os dois times entraram para o vestiário.

O autor teria sido o lateral-esquerdo Diogo Barbosa. Nenhum integrante do Cruzeiro se pronunciou sobre a situação.

Após a confusão, o quarteto de arbitragem da partida também foi atingido, desta vez, por um objeto lançado da arquibancada.

Um dos auxiliares de Péricles Bassols foi acertado próximo ao olho, cuja região ficou sangrando.

Os profissionais da arbitragem entraram para o vestiário sob muito protesto também da Chapecoense.

Final, Chapecoense-SC eliminada 0 Cruzeiro-MG classificado 0.

Na próxima segunda-feira (5), na sede da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), no Rio de Janeiro, às 11 horas acontecerá o sorteio dos confrontos das quartas de final.

No mesmo dia, terá o sorteio com os mandos de campo.

Estão classificados: Atlético-MG, Atlético-PR, Botafogo, Cruzeiro, Flamengo, Grêmio, Palmeiras e Santos.

Apenas, a Chapecoense que disputou a Taça Libertadores da América não se classificou para a outra fase da Copa do Brasil.

Reportagem: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *