CRUZEIRO E FLAMENGO VOLTAM A DECIDIR A COPA DO BRASIL DEPOIS DE 14 ANOS

Flamengo e Cruzeiro vão decidir o título da Copa do Brasil 2017.

Nesta quarta-feira (23), o Rubro-Negro avançou para a final ao vencer o clássico com o Botafogo por 1 a 0 no Rio de Janeiro.

Pelo mesmo placar, em Belo Horizonte, a Raposa devolveu a derrota do jogo de ida e decidiu a vaga nos pênaltis com o Grêmio.

Mais eficiente, o time mineiro superou os gaúchos por 3 a 2 e segue vivo na luta pelo pentacampeonato do torneio nacional.

Os mandos de campo das finais serão sorteados nesta quinta-feira (24).

Com representantes dos dois finalistas, o evento será realizado às 15 na sede da CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

Flamengo-RJ 1 X 0 Botafogo-RJ – Maracanã

No Maracanã, empurrado pela torcida, o Flamengo tentou tomar a iniciativa do jogo desde o início, mas foi o Botafogo que assustou logo aos 3 minutos do primeiro tempo.

Na primeira trama ofensiva, o Alvinegro ficou muito perto de marcar, mas Guilherme cabeceou por cima do gol de Thiago.

O Rubro-negro respondeu com dois chutes rasteiros de fora da área com Diego aos 10 minutos do primeiro tempo e Guerrero aos 12 minutos do primeiro tempo.

Gatito encaixou a primeira sem sustos e espalmou a segunda para escanteio.

Na volta do intervalo foi o Flamengo que quase abriu o placar nos minutos iniciais, mas o cabeceio de Arão raspou o pé da trave.

Para furar a defesa bem postada do Botafogo, o Flamengo contou com jogada individual de Berrío, que se livrou da marcação e cruzou para Diego fazer 1 a 0.

O gol marcado aos 25 minutos do segundo tempo garantiu a classificação rubro-negra.

Cruzeiro-MG 1 (3) X (2) 0 Grêmio-RS – Mineirão

No Mineirão, o duelo entre Cruzeiro e Grêmio começou movimentado com chances de gols para as duas equipes.

Mesmo fora de casa, o Tricolor pressionou nos primeiros minutos e, aos 4 minutos, Fábio fez um milagre em chute de Lucas Barrios para salvar a Raposa.

Com o passar do tempo, o time mineiro adiantou a marcação e chegou a levar perigo em dois lances de Thiago Neves, mas o placar permaneceu zerado.

Na etapa final, os mandantes alcançaram o gol logo aos 7 minutos do segundo tempo com Hudson de cabeça e colocou fogo na partida. o placar de 1 a 0 levou a decisão para o pênaltis.

Abrindo as cobranças, Fernandinho e Rafael Sóbis converteram.

Em seguida, Edílson carimbou a trave e Robinho parou nas mãos do goleiro Marcelo Ghroe.

Na terceira rodada, Everton acertou o travessão, mas outra vez o goleiro Marcelo Ghroe brilhou em batida de Murilo e manteve o Grêmio vivo.

Com frieza, Artur colocou os gaúchos na frente, mas Raniel deixou tudo igual, 2 a 2.

Na quinta e decisiva cobrança, Luan parou em Fábio e Thiago Neves sacramentou a classificação mineira, 3 a 2.

Reportagem: CBF.com.br

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *