CORINTHIANS VOLTOU A VENCER E JOGAR BEM

Com dois de Clayson no segundo tempo, na Arena, o Corinthians venceu o Coritiba por 3 a 1 nesta quarta-feira (11) e abriu 11 pontos na liderança do Campeonato Brasileiro.

No primeiro tempo, Jô e Henrique Almeida tinham empatado o placar.

No mínimo, ao fim da vigésima sétima rodada, o Timão manterá a vantagem de oito pontos que tinha no início dela o Santos visita a Ponte Preta na quinta-feira (12).

Já o Coxa continua na penúltima colocação.

O Atlético-GO até sonhou em sair da lanterna do Brasileirão, mas o empate por 2 a 2 com o Atlético-PR, na Arena da Baixada, não foi suficiente em uma partida que poderia ainda ser pior se Walter não tivesse empatado no segundo tempo contra seu ex-clube, na noite desta quarta-feira (11), pela vigésima sétima rodada.

O Dragão abriu o placar com Luiz Fernando no primeiro tempo, mas Guilherme em gol duvidoso e Lucho González viraram antes mesmo do intervalo.

No fim, o gordinho deixou tudo igual.

Botafogo e Chapecoense ficaram devendo futebol, mas o torcedor presente no Nilton Santos fez festa já no apagar das luzes.

Aos 50 minutos da segunda etapa, Vinicius Tanque, de cabeça, balançou a rede, virou o jogo e garantiu os três pontos para a equipe de Jair Ventura. Apodi e Brenner, também em jogada aérea, deixaram suas marcas.

O Atlético-MG poderia ter goleado o São Paulo na noite desta quarta-feira (11), no estádio Independência, em Belo Horizonte.

Mas a vitória por “só” 1 a 0, com de pênalti de Fábio Santos, serviu para acabar com o jejum de sete jogos sem vencer como mandante no Campeonato Brasileiro.

O goleiro Sidão evitou que o Tricolor saísse de campo com um placar bem pior, mas não conseguiu impedir o time de ficar novamente ameaçado pelo Z-4.

O Brasileirão tem um novo vice-líder.

Apesar de atuar na Arena, o Cruzeiro levou a melhor sobre o Grêmio e venceu por 1 a 0 na noite desta quarta-feira (11).

O único gol da partida foi marcado pelo ex-colorado Rafael Sobis.

Aos 23 minutos do segundo tempo, Fernandinho errou.

Diogo Barbosa tocou para Thiago Neves, que cruzou. Kannemann tentou cortar, mas a bola chegou a Sobis, que marcou.

O Tricolor lutou para buscar o empate, mas parou na marcação dos visitantes.

O Vasco parecia encaminhar uma vitória tranquila na Ressacada, após jogar melhor e abrir dois gols de vantagem sobre o Avaí no primeiro tempo.

Mas, aos 15 minutos da etapa final, os cariocas viram Andrés Ríos receber cartão vermelho e tiveram que se segurar com um a menos.

Da falta da expulsão, saiu o gol dos donos da casa, que martelaram, mas não conseguiram empatar na base do abafa: 2 a 1.

A equipe de Zé Ricardo voltou a vencer após três jogos, enquanto os comandados de Claudinei Oliveira perderam a segunda consecutiva em seus domínios.

Os vascaínos se afastaram mais do Z-4 e impediram que os rivais catarinenses empatassem em número de pontos.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *