CLASSIFICAÇÃO HISTÓRICA E GOLEADA

Diferentemente do jogo de ida, o Atlético Tucumán foi vibrante.

Mesmo sendo sua segunda partida em casa na principal competição do continente, a equipe argentina foi copeira e garantiu sua classificação pelo fator campo.

Com um caldeirão feito por mais de 25 mil torcedores, o Tucumán resolveu sua vida em nove minutos e abriu logo 3 a 0.

Com gols de Aliendro (aos 19 minutos do primeiro tempo), Menéndez (aos 23 minutos do primeiro tempo) e Zampredi (aos 28 minutos do primeiro tempo).

Sem força, o Junior só conseguiu uma sobre vida no jogo aos 39 minutos do segundo tempo, com o gol de Hernandéz.

Os colombianos chegaram até a ter outra chance de gol, mas era tarde.

Com o triunfo, o Tucumán se classificou para o grupo 5, com Palmeiras, Peñarol-URU e Jorge Wilstermann-BOL.

A estreia será contra o Verdão, no próximo dia 8 de março, quarta-feira, às 21h45 (de Brasília).

Por ter vencido a primeira partida nessa fase, o Junior Barranquilla se classificou para a Sul-Americana.

Os colombianos e o Olímpia, do Paraguai, foram os dois melhores eliminados e por isso “herdaram” uma vaga para a segunda competição mais importante do continente.

O Junior Barranquilla bateu o Tucumán por 1 a 0, enquanto os paraguaios venceram o Botafogo pelo mesmo placar.

Final, Atlético Tucumán (Argentina) classificado 3 Junior Barranquilla (Colômbia) eliminado 1.

Com passagens por Ipatinga, Santo André, Mirassol, Ponte Preta e Botafogo-SP, Pablo Escobar tem o apelido “El Patrón del gol” (em analogia com o narcotraficante de mesmo nome) e o justificou nesta quinta-feira (22).

O boliviano fez três gols, deu duas assistências, comandou o time, e o The Strongest goleou o Unión Epañola por 5 a 0 em La Paz para garantir uma vaga no Grupo 2 da Libertadores, o mesmo do Santos.

A partida de ida, no Chile, tinha sido 1 a 1.

O The Strongest entra no Grupo 2 da Libertadores e terá pela frente Santos, Santa Fe e Sporting Cristal.

A estreia será contra o Santa Fe, no dia 9 de março, na Bolívia.

No dia 16 de março, a equipe encara o Santos na Vila Belmiro.

O Unión Española até tentou chegar ao ataque nos primeiros minutos do jogo, mas as cobranças de falta de Salom, aos 6 minutos do primeiro tempo, e Pinares, aos 10 minutos do primeiro tempo, levaram pouco perigo.

A partir daí, só deu The Strongest.

Aos 12 minutos do primeiro tempo, Raúl Castro lançou para Pablo Escobar,que tocou para o meio da área, e Veizaga aproveitou escorregão do adversário para abrir o placar.

Os anfitriões seguiram em cima e ampliaram aos 23 minutos do primeiro, quando Escobar puxou o contra-ataque, cortou marcador e lançou para Chumacero avançar em velocidade e chutar cruzado para fazer 2 a 0.

Poderia ter sido mais, mas a cabeçada contra de Mancilla e o chute perigoso de Escobar foram para fora.

O The Strongest manteve o ritmo na segunda etapa, e Pablo Escobar aproveitou para brilhar.

Aos 5 minutos do segundo tempo, recebeu grande lançamento, passou pelo goleiro e tocou para o gol aberto.

Ramallo perdeu grande chance cara a cara aos 15 minutos do segundo tempo, Alonso e Veizaga também levaram perigo, mas foi Escobar que voltou a marcar, após outro lançamento de Raúl Castro, aos 27 minutos do segundo tempo.

Cinco minutos depois, aos 32 minutos, El Patrón apareceu outra vez, tabelou com Maldonado e tocou com categoria para fechar a goleada.

Dava até para ter saído mais um, aos 35 minutos do segundo tempo, mas Escobar tocou para fora após cruzamento que o achou livre na área.

Final, The Strongest (Bolívia) classificado 5 Unión Española (Chile) eliminado 0.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *