CHELSEA CAMPEÃO, QUEM SERÁ O PRÓXIMO?

Com a temporada 2016/17 terminando, chegam ao fim também os campeonatos nacionais na Europa.

Nesta sexta-feira (12), conhecemos um dos primeiros campeões: o incontestável Chelsea, que venceu o West Bromwich por 1 a 0 fora de casa e conquistou a Premier League pela sexta vez em sua história.

Acontece que é grande a possibilidade de vermos mais clubes soltando o mesmo grito neste final de semana.

Finalista da Liga dos Campeões, a Juventus é um desses exemplos.

A Velha Senhora precisa de um simples empate para conquistar o Campeonato Italiano pela sexta vez consecutiva. Situações parecidas na França, Holanda e em Portugal.

Com o objetivo de situá-lo de tudo, preparamos um guia apontando quais são os clubes e o que eles precisam para serem campeões no final de semana nas principais competições europeias.

Confira:

Juventus – Campeonato Italiano

Depois de despachar o Monaco na última terça-feira (9) e assegurar a vaga na final da Liga dos Campeões, a Juventus do técnico Massimiliano Allegri vira a chave e foca no que pode ser a conquista do hexacampeonato italiano, o que jamais aconteceu na história da competição.

A Velha Senhora liderou o torneio praticamente do início ao fim e só o que precisa fazer é pontuar diante da Roma em um confronto direto.

A equipe tem atualmente 85 pontos, sete acima da vice-colocada – confira a classificação. Lembrando que restam apenas três rodadas para o fim do Campeonato Italiano.

Adversário: Roma (segundo lugar), às 15h45 (de Brasília) do domingo (14), no Estádio Olímpico de Roma

O que precisa: vencer ou empatar.

Mônaco – Campeonato Francês

O Mônaco tem nas mãos ou nos pés, tanto faz a oportunidade de colocar um fim à hegemonia do Paris Saint-Germain, campeão das últimas quatro edições do Campeonato Francês.

Para isso, depende apenas de si: a duas rodadas do fim, está em primeiro com 86 pontos, três a mais que o Paris Saint-Germain.

O time monegasco ainda tem a vantagem de ter disputado uma partida a menos em relação ao rival, já que ainda precisa enfrentar o Saint-Étienne em confronto adiado da trigésima primeira rodada (o jogo foi remarcado para a próxima quarta-feira (17)).

Ou seja, enquanto o PSG tem apenas mais seis pontos em jogo, o Mônaco tem nove.

Adversário: Lille (décimo primeiro lugar), às 16 horas (de Brasília) do domingo (14), no Louis II.

O que precisa: vencer (mais que o PSG não vença) ou empatar (mais que o PSG perca).

Feyenoord – Campeonato Holandês

Sem conquistar o Holandês desde 1999, o Feyenoord está muito perto de colocar um fim nessa angustiante espera.

E isso pode acontecer até com uma derrota no domingo, dia em que serão realizados todos os jogos da última rodada da competição.

A equipe lidera com 79 pontos, enquanto o Ajax, vice-líder e único concorrente na luta pelo título, tem 78.

Na rodada passada, além de tropeçar diante do Excelsior e desperdiçar a chance de gritar “é campeão” com antecedência, ainda viu o Ajax golear e se empolgar na briga.

Adversário: Heracles Almelo (nono lugar), às 9h30 (de Brasília) do domingo (14), no De Kuip.

O que precisa: vencer ou empatar (mais que o Ajax não vença) ou que o Ajax simplesmente não vença.

Benfica – Campeonato Português

O Benfica de Jonas e companhia tem tudo para sagrar-se tetracampeão português neste final de semana.

Líder com 78 pontos, o time benfiquista tem uma vantagem de cinco pontos em relação ao Porto, vice-colocado.

Isso a duas rodadas do fim da competição.

O problema é que o Vitória de Guimarães, seu adversário neste sábado, briga por uma vaga na Liga dos Campeões da próxima temporada e promete e não facilitar as coisas.

Adversário: Vitória de Guimarães (quarto lugar), às 14h15 (de Brasília) do sábado (13), no Estádio da Luz

O que precisa: vencer ou empatar (maisque o Porto não vença) ou que o Porto simplesmente não vença.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *