CHAPE NA FINAL

A Chapecoense alcançou mais uma marca histórica dentro do futebol sul-americano.

Ao chegar pela primeira vez a uma final.

Como na partida de ida, o jogo terminou em 1 a 1, o time de Chapecó poderia empatar em 0 a 0, e foi o que aconteceu.

Falando do jogo, o primeiro tempo foi muito disputado com o San Lorenzo com maior posse de bola, e o goleiro Danilo trabalhando sem sustos para o torcedor da Chape.

Depois de sofrer no início, o Verdão do Oeste equilibrou e criou oportunidades até de marcar.

Terminando os minutos finais com maior superioridade.

No segundo tempo, o técnico Diego Aguirre fez uma troca, a entrada do atacante Blandi no lugar de Corujo.

E as chances para o time do papa, foram aparecendo, e o goleiro Danilo mais uma vez estava lá para evitar os gols.

Três lances chamaram a atenção.

Cruzamento diagonal, o goleiro Danilo ficou parado e a bola acertou a trave, mas não entrou.

O goleiro Torrico do San Lorenzo fez milagre, no chute de Lucas Gomes que entrou no lugar de Thiaguinho.

No último minuto do jogo, Danilo ainda fez uma defesa incrível para garantir a inédita vaga.

Na final da competição internacional, a Chapecoense vai encarar o vencedor do duelo entre Atlético
Nacional e Cerro Porteño, que se enfrentam nesta quinta-feira (24), às 22h45 (horário de Brasília).

No duelo de ida, os dois times empataram em 1 a 1.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Verdão encara o Palmeiras neste domingo(27), fora de casa, às 17 horas, pela penúltima rodada da disputa nacional.

A final será nas próximas duas quartas.

Nos dias 30 de novembro e 7 de dezembro.

Final, Chapecoense-SC (Brasil) classificado 0 San Lorenzo (Argentina) eliminado 0.

Reportagem: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *