CEILÂNDIA E BRASILIENSE EMPATARAM NA PRIMEIRA PARTIDA DA FINAL

Começou neste sábado (29), a decisão do Campeonato Brasiliense com um empate em 2 a 2 entre Ceilândia e Brasiliense.

Com gols de Michel Platini e Badhuga para o Gato Preto; Reinaldo e Aldo marcaram para o Jacaré.

O Ceilândia criou três oportunidades claras de marcar.

Logo aos 8 minutos do primeiro tempo, Felipe Cirne fez um lançamento do campo de defesa e encontrou Michel Platini que avançou e na entrada da área com categoria tocou para fazer 1 a 0.

Sem chances para o goleiro Andrey.

A equipe do Brasiliense passou a controlar o meio-campo e conseguiu algumas oportunidades de empatar a partida, e isso aconteceu aos 33 minutos do primeiro tempo, Aldo fez a tabela com Patrick e tocou por cima do goleiro Artur antes da linha de fundo.

O atacante Reinaldo foi mais rápido que a defesa do Ceilândia e de carrinho marcou.

O Jacaré chegava ao empate.

Nos minutos finais da primeira etapa, os dois times tiveram chances de sair com a vitória parcial para o segundo tempo.

Mas, terminou mesmo em 1 a 1.

Na segunda etapa, a partida ficou mais estudada e com as modificações, o Brasiliense dominava as principais jogadas.

E conseguiu virar o jogo.

Aos 26 minutos do segundo tempo, Luquinhas que entrou no lugar de Peninha fez um lançamento primoroso para Aldo.

O meia dominou, passou pelo goleiro Artur e marcou o gol.

Brasiliense 2 a 1.

O Jacaré poderia ter saído com a vitória, criou pelo menos duas chances claras.

Já o Ceilândia, tentava as jogadas pelas laterais na busca do empate.

E aos 40 minutos do primeiro tempo, o gol do alívio para o Gato Preto.

Lançamento de Willian para a área, Badghuga e Gilmar Herê disputaram a bola com a defesa do Brasiliense.

O zagueiro Badhuga ganhou na raça e chutou forte, a bola passou pelo goleiro Andrey e morreu no fundo do gol.

Empate do Ceilândia, em 2 a 2.

E a decisão da vaga ficou para o próximo sábado, 6 de maio, no Estádio Nacional Mané Garrincha, às 16h30, onde conheceremos o novo campeão do Campeonato Candango.

Será o nono título do Brasiliense ou o terceiro do Ceilândia?!?!

Isso você saberá apenas após o segundo jogo da decisão.

Em caso de um novo empate o título conhecido nos pênaltis, que vencer levanta a taça.

Ceilândia: Artur; Dudu Lopez, Eliveton, Wallinson e Baghuga; Didão, Emerson (Willian), Alcione e Felipe Cirne (Formiga); Michel Platini (Gilmar Herê) e Romarinho. Técnico: Adelson de Almeida.

Brasiliense: Andrey; Patrick, Patrick, Wallace, Preto Costa e Gerson; Aldo, Lucas Zen, Reinaldo (Malaquias) e Souza (Capitão); Peninha (Luquinhas) e Márcio Digo. Técnico: Rafael Toledo.

Final, Ceilândia-DF 2 Brasiliense-DF 2.

Reportagem: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *