CEILÂNDIA DISPUTARÁ MAIS UMA FINAL

O Ceilândia confirmou a classificação para a final pela segunda vez seguida ao vencer o Paracatu de virada pelo placar de 2 a 1, neste domingo no Estádio Abadião.

O Gato Preto dominou o primeiro tempo, porém quem quase saiu na frente foi o Paracatu com o atacante Dim, que perdeu uma chance clara com o gol aberto, sem nenhuma possibilidade de defesa do goleiro Pedro.

Um fato desagradável aconteceu com o jogador Diego que após ser substituído partiu para cima do técnico Rúbio Guerra de forma violenta e levou o cartão vermelho no banco de reservas.

O time mineiro abusou de fazer faltas violentas nos jogadores do Ceilândia, principalmente em Romarinho.

No segundo tempo, os gols saíram e foram três.

Logo aos 9 minutos, Carlos Henrique recebeu na intermediária e antes da chegada da marcação da defesa do Ceilândia acertou um lindo chute da entrada da área no ângulo direito do goleiro Pedro que se esticou, mas não evitou o gol.

Paracatu 1 a 0.

Muita festa dos jogadores, comissão técnica e torcedores presentes ao Estádio, até aquele momento o time fazia história na competição.

Os jogadores do Ceilândia colocaram a bola no chão e acalmaram os ânimos para buscar o empate.

Que aconteceu, sete minutos depois, aos 16.

Dudu Lopes fez o cruzamento, Michel Platini deu um leve desvio antes do marcador do Paracatu, e a bola sobrou para Romarinho pegar de primeira sem chances para o goleiro Jordan.

O Ceilândia empatava a partida. Com o empate o jogo ficou aberto e os dois times tiveram chances de marcar.

E o gol da virada foi marcado por Romarinho, o décimo primeiro na competição, aos 23 minutos do segundo tempo.

Na linha de fundo chutou cruzado e encobriu o goleiro Jordan.

O Paracatu foi para o tudo ou nada, nos minutos finais, mas não evitou a desclassificação.

Após, o termino do jogo, alguns jogadores do time mineiro tentaram arrumar uma confusão que logo foi controlado pelos policiais.

Com a classificação, o Ceilândia, vice-campeão de 2016, volta à decisão do Candangão para enfrentar o Brasiliense.

Será uma reedição da final de 2010, quando o Gato Preto levou a melhor e conquistou seu primeiro título.

O Ceilândia também venceu em 2012, agora buscará o tricampeonato.

Os dois jogos decisivos estão marcados para os dias 29 de abril e 6 de maio, ambos no Estádio Nacional Mané Garrincha.

Curiosidades sobre os times que disputaram o Campeonato Brasiliense, o Paracatu é do noroeste de Minas Gerais, quase divisa com Brasília.

Alguns times da região do entorno do Distrito Federal participam como os goianos Luziânia e Formosa de Goiás.

Final, Ceilândia-DF classificado 2 Paracatu-MG/DF eliminado 1.

O Ceilândia disputará este ano o Campeonato Brasileiro da Série D.

Em 2018, além do Candangão, terá a Copa Verde, Copa do Brasil e a Série D novamente.

Já o Paracatu, o Candangão e a Copa Verde.

Reportagem: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *