Bryce Harper, o menino prodígio

Enquanto muitos jovens estão se preparando para o vestibular e escolhendo com quem vai ao baile de formatura ele esta fazendo home runs, impulsionando corridas e ajudando seu time a liderar sua divisão. Com 19 anos Bryce Harper é a sensação da MLB (liga norte americana de baseball) até agora, além de ser considerado um dos maiores prospectos dos últimos tempos.

O jovem nascido em Las Vegas tinha 16 anos de idade e ainda estava na escola quando foi a primeira escolha do Draft de 2009 pelo Washington Nationals, assinando um contrato de 7 anos no valor de U$ 18.9 milhões. Na defesa ele atua como center-fielder, no ataque ele é um rebatedor destro, destacando-se pelo auto aproveitamento com o bastão (lidera seu time nesse quesito) e pela velocidade, que o credencia a ser um grande ladrão de bases e de ganhador de corridas.

Harper teve uma ascensão meteórica nas Minor Leagues (equipes secundárias que funcionam como categorias de base dos grandes times da MLB). Depois de ter um Average (aproveitamento no bastão) de 399.  nos treinos de inverno dos Nationals ele começou sua carreira nas ligas menores com o Hagerstown Suns, equipe da Class-A League (liga segundária para jovens jogadores desenvolverem suas habilidades).

Depois de um início fraco, todos queriam saber o que estava se passando com a jovem estrela. O oftalmologista Keith Smithson sabia bem. Foi diagnosticado pelo doutor que Bryce Harper precisava usar lentes de contato. Depois de consertar sua visão foram 480. Hits (quantidade de rebatidas válidas), 7 Home runs (Quando o rebatedor manda a bola pra fora do estádio), 40 doubles (quando jogador avança duas bases depois de uma rebatida) e 23 RBI (corridas impulsionadas).

Em 2011, Harper foi promovido para a Double A (liga onde secundária onde jovens jogadores atuam junto com jogadores veteranos da MLB), onde jogou pelo Harrisburg Senators. Logo na estreia fez 2 singles (correu uma base após rebatida), um double, um triple e um walk quando o arremessador erra 4 vezes a zona de strike,  marcação imaginária que fica entre a cintura e o braço do rebatedor). Porém teve a temporada interrompida por uma contusão na parte posterior na coxa.

Em 2012 chegou o ano da sua vida. Depois de ser promovido pela Triple-a (Liga secundária mais forte. Lá estão jovens promissores, veteranos e bons jogadores da MLB que precisam recuperar a confiança), teve ótimas atuações pelo Syracuse.  No dia 27 de abril foi chamado para o time de cima, o Washinton Nationals. Sua estreia aconteceu no dia seguinte contra o Los Angeles Dodgers. Começou bem conseguindo um hit que impulsionou uma corrida contra o arremesador Chad Billingsley, além de fazer um bunt ( rebatida de sacrifício ) na última entrada.

Em maio, contra o Philadelphia Philies, O “teenager” entrou para história da Liga ao se tornar o jogador mais jovem a roubar uma base desde 1964, depois de um hit. Nessa mesma partida o arremessador (invejoso) Cole Hamels arremessou a bola de intencionalmente em Harper e foi suspenso por cinco jogos. Dia 16 de maio o tão esperado primeiro Home run aconteceu, na partida contra o San Diego Padres. O pobre arremessador Tim Stauffer não foi páreo para o menino que se tornaria o jogador mais jovem a conseguir mandar a bola nas arquibancadas desde 1998.

Bryce Harper não mostrou nenhum respeito pelos mais velhos em seu início na Major League baseball, e cada home run, triple, double é comemorado por todos os entusiastas do baseball que não viam um jogador tão promissor desde Alex Rodrigues (o famoso A-Rod, jogador de primeira base/rebatedor e super astro do New York Yankees). Harper lidera seu time em aproveitamento no bastão, 280., é terceiro em número de home runs, oito no total, e um dos principais responsáveis por levar os Nationals a liderança da divisão leste da liga nacional.

Por Kelisson ‘Henry’ Rodrigues

kelissonrodrigues@hotmail.com

http://www.facebook.com/Kelissonrodrigues

https://twitter.com/#!/Kelisson

, , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *