BRASILEIROS DE OLHO NOS ADVERSÁRIOS

O Univesitario está muito perto da próxima fase da Libertadores.

A equipe peruana foi até o Paraguai e venceu o Deportivo Capiatá por 3 a 1, no jogo de ida do confronto entre as duas equipes.

Caso confirme a classificação, os Merengues enfrentarão Atlético-PR ou Millonarios na próxima fase.

E quem avançar na terceira fase entra no Grupo 4, que tem Flamengo, Universidad Católica e San Lorenzo.

Os peruanos abriram o placar logo aos 14 minutos da primeira etapa.

O goleiro Cáceda lançou deu um balão do campo de defesa, e Edwin Gómez dominou a bola no lado esquerdo. Ele avançou, entrou na área e chutou cruzado: 1 a 0.

O segundo veio pouco depois, com cabeçada de Rengifo, após cobrança de escanteio.

O Capiatá esboçou reação na segunda etapa com o gol de Roberto Gamarra, que também marcou de cabeça, mas La U não se abateu.

O time visitante fez o terceiro aos 37 minutos do segundo tempo, após rápido contra-ataque e chute certeiro de Manicero da meia-lua: 3 a 1.

O duelo da volta ocorre na próxima quinta-feira (9), em Lima.

O Universitario pode perder até pelo placar de 2 a 0 que estará com a vaga na fase seguinte assegurada.

O Capiatá precisa vencer por três gols de diferença para avançar.

Caso os paraguaios vençam por 3 a 1, a decisão irá para os pênaltis.

Um triunfo do Deportivo com diferença de dois gols, desde que marque quatro ou mais tentos, dá a classificação à equipe guarani.

Final, Deportivo Capiatá (Paraguai) 1 Universitario (Peru) 3.

O atual vice-campeão da Taça Libertadores está disposto a deixar mais um tradicional time do continente pelo caminho.

Em sua estreia na segunda fase da competição, o Independiente del Valle recebeu o tricampeão Olimpia e venceu por 1 a 0, em Sangolquí, no Equador.

Quem avançar no confronto pega Botafogo ou Colo-Colo. O Glorioso bateu os chilenos no jogo de ida por 2 a 1 nesta quarta-feira.

Aquele time que eliminou River Plate e Boca Juniors no ano passado e só caiu para o campeão Atlético Nacional praticamente se desfez.

Da equipe que disputou a final, só ficaram os uruguaios Christian Nuñez e Mario Rizotto, além do equatoriano Miller Castillo, que não esteve em campo contra os paraguaios.

O técnico Pablo Repetto foi um dos que deixaram o time equatoriano.

E foi justamente para o Olimpia.

O treinador levou consigo o goleiro Azcona e o meia Jonathan González, que atuaram diante do Del Valle no Rumiñahui nesta quinta-feira (9).

Mesmo com vários ex-membros do rival em campo Repetto treinava o Independiente del Valle desde 2012, o Olimpia não conseguiu superar o time equatoriano.

Os donos da casa marcaram aos 36 minutos da primeira etapa, com o zagueiro Segovia.

Ele aproveitou bobeada da jovem dupla de zaga paraguaia Cañete e Salcedo e chutou forte, na pequena área, para marcar o único gol do jogo.

Com a vitória, o Independiente del Valle permanece invicto em casa pela Libertadores.

O modesto time equatoriano estreou na competição em 2014, já disputou 14 jogos em sua casa pelo torneio.

Venceu nove e empatou cinco no período.

O confronto de volta será na próxima quinta-feira, dia 9, no Defensores del Chaco, em Assunção.

Uma vitória paraguaia por 1 a 0 leva a decisão para os pênaltis.

Caso os equatorianos percam por um gol de diferença mas façam um gol, eles ficam com a classificação.

Um empate também dá a vaga ao Independiente del Valle.

Final, Deportivo del Valle (Equador) 1 Olímpia (Paraguai) 0.

O The Strongest deu um grande passo rumo à terceira fase da Libertadores.

O tradicional time boliviano venceu o Montevideo Wanderers por 2 a 0 no estádio Centenário, em Montevidéu, e largou em vantagem no confronto.

Quem passar encara Cerro (Uruguai) ou Unión Española.

Os chilenos ganharam o jogo de ida fora de casa por 3 a 2.

O classificado para a fase de grupos entrará na chave do Santos, no Grupo 2.

Os bolivianos abriram o placar logo aos nove minutos da primeira etapa.

O veterano Pablo Escobar, de 37 anos, abriu na esquerda para Jara, que cruzou para Chumacero, ex-Sport, escorar: 1 a 0.

Na segunda etapa, Escobar foi decisivo novamente.

Aos 16 minutos do segundo tempo, ele acionou Chumacero pela direita.

O baixinho cruzou na medida para o atacante uruguaio Matías Alonso cabecear e balançar as redes: 2 a 0.

O Tigre boliviano está em sua sexta participação consecutiva na Libertadores.

O Wanderers disputou a primeira fase deste ano após passar por outro boliviano, o Universitario Sucre.

O confronto da volta será na próxima quinta-feira, dia 9, no Hernando Siles, em La Paz.

Uma vitória por 2 a 0 dos uruguaios leva a decisão para os pênaltis.

Caso o Montevideo triunfe por dois gols de diferença, mas marcando três ou mais gols, a classificação é uruguaia.

O The Strongest avança mesmo que empate ou perca por um gol.

Final, Montevideo Wanderers (Uruguai) 0 The Strongest (Bolívia) 2.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *