Brasileiro deixa time chinês por problemas particulares e estuda propostas do futebol nacional

Ex-Palmeiras, Ponte e Joinville, Tinga avalia propostas do futebol brasileiro para ficar perto da família

Contratado como um dos principais reforços para ajudar a tornar o Yiteng uma das maiores potências na China, Tinga se viu obrigado a interromper sua terceira experiência internacional na carreira. Por problemas de saúde na família, o jogador optou por procurar o clube, abrir mão do contrato e retornar ao Brasil.

Família em primeiro lugar. Foi esse o pensamento de Tinga para tomar a decisão. Mesmo adaptado e já em reta final de pré-temporada pelo Yiteng, o volante e meia optou por abrir mão de dinheiro e cuidar do seu bem maior. “Nem pensei duas vezes. Infelizmente aconteceu um problema de saúde sério, grave, na família. E eles são meu bem maior. Muito maior que dinheiro. Dinheiro não é tudo nessa vida e sabemos disso. Ficando longe temos ainda mais certeza que a família tem que estar em primeiro lugar. Aconteceu esse problema, que prefiro não detalhar, e tenho que ficar do lado da minha família para dar suporte e apoio”, afirmou.

Após afirmar aos dirigentes do clube do ocorrido, a saída foi em comum acordo. Tinga, agora, deve dar sequência na sua carreira no Brasil. “Abri mão de boa parte do meu contrato, que era muito bom. Mas é o que eu falei. Família vem muito na frente do dinheiro. Eles são prioridade, o dinheiro não. Quero nesses próximos dias cuidar da minha família. Já avisei meu empresário que cuida disso pra mim. Sei que alguns clubes já me procuraram, mas no momento estou me dedicando exclusivamente a minha família. Em breve defino meu novo clube pra 2017”, finalizou o jogador de 26 anos, com boas passagens por Ponte Preta, Palmeiras, Figueirense, Avaí e Joinville.

, , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *