Brasil no páreo

Com Brasil no páreo, sede da final da Libertadores de 2020 será escolhida no dia 17 de outubro.

Conselho da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) se reunirá no Equador para escolher o local da decisão do torneio continental.

Sete estádios do país são candidatos.

A Conmebol definiu a data da escolha do estádio que vai receber a final da Taça Libertadores da América de 2020.

Será no dia 17 de outubro na reunião do conselho da entidade no Equador.

Dez arenas disputam o direito de receber o jogo final da próxima edição do torneio continental.

O Brasil tem sete candidatos: Maracanã, Morumbi, Itaquerão, Beira-Rio, Arena do Grêmio, Mineirão e Mané Garrincha.

Lima, no Peru, e as cidades argentinas de La Plata e Córdoba também querem sediar a partida.

Os dez candidatos já responderam um caderno de encargos elaborado pela entidade.

O documento cobra garantias dos organizadores e dos órgãos públicos e lista uma série de exigências a realização da final única.

A escolha do estádio da final será feita pelos integrantes do Conselho da Conmebol, que conta com os 10 presidente da confederações filiadas, além dos três integrantes do continente do Conselho da FIFA (o brasileiro Fernando Sarney é um deles).

A final deste ano da Libertadores será realizada pela primeira vez neste formato de final única.

A partida será no Estádio Nacional de Santiago, no Chile.

A Conmebol decidiu copiar o modelo da Liga dos Campeões após a violência da torcida do River Plate na decisão do ano passado contra o Boca Juniors.

A decisão foi transferida para a Europa, em Madrid, por questão de segurança.

As cidades brasileiras são favoritas.

Todos os estádios nacionais foram inaugurados pouco antes da Copa de 2014, ao contrário dos concorrentes estrangeiros.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *