BRASIL NO MUNDIAL SUB-17

Em sorteio realizado na Índia, nesta sexta-feira (7), na cidade de Mumbai, a Seleção Brasileira conheceu a sua chave no Mundial Sub-17 deste ano.

A equipe do técnico Carlos Amadeu enfrentará Espanha, Níger e Coreia do Norte na primeira fase da competição.

O Brasil caiu no Grupo D da Copa do Mundo Sub-17, que começará no dia 6 de outubro.

A estreia da Seleção, de acordo com o cronograma da FIFA, será no dia seguinte: 7 de outubro.

Para garantir vaga no Mundial da Índia, a Seleção Brasileira Sub-17 conquistou o Sul-Americano do Chile.

Foram nove jogos, oito vitórias e um empate, melhor ataque, defesa menos vazada, artilheiro e melhor jogador da competição para o Brasil.

A preparação para o Mundial, com treinos na Granja Comary, já começou.

Os grupos do Mundial Sub-17 da Índia:

GRUPO A

Índia, Estados Unidos, Colômbia e Gana

GRUPO B

Paraguai, Mali, Nova Zelândia e Turquia

GRUPO C

Irã, Guiné, Alemanha e Costa Rica

GRUPO D

Brasil, Espanha, Níger e Coreia do Norte

GRUPO E

Honduras, Japão, Nova Caledônia e França

GRUPO F

Iraque, México, Chile e Inglaterra

Passado o sorteio dos grupos do Mundial Sub-17 da Índia, realizado nesta sexta-feira (7) em Mumbai, o técnico Carlos Amadeu fez uma análise sobre o que espera encontrar na competição.

Para ele, ao analisar as equipes classificadas para a disputa da Copa do Mundo, o que fica claro é que haverá muito equilíbrio desde a primeira fase do torneio.

Portugal, que tem uma equipe sub-17 muito qualificada, ficou de fora, assim como a Nigéria, atual campeã. Isso já indica a força das equipes que chegaram ao Mundial, comentou Amadeu.

Especificamente sobre a chave do Brasil, o Grupo D do Mundial, Carlos Amadeu acredita que é um dos caminhos mais difíceis da primeira fase.

A Seleção terá pela frente Espanha, Coreia do Norte e Níger.

Talvez seja o grupo mais forte da primeira fase, pois conta com o campeão sul-americano (Brasil), o campeão europeu (Espanha), um time africano, que apesar de estar em seu primeiro Mundial vem de um continente de muita tradição nesta categoria, além da Coreia do Norte, um time do qual é difícil conseguir informações, explicou.

Reportagem: CBF.com.br

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *