BOTA EM VANTAGEM E FURACÃO APENAS NO EMPATE

Os dois clubes brasileiros entraram em campo na noite desta quarta-feira (15) para a disputada da Terceira Fase da Taça Libertadores da América.

Jogando no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, o Botafogo venceu o Olímpia do Paraguai pelo placar mínimo de 1 a 0.

Leva uma boa vantagem para Assunção.

Onde poderá perder por um gol de diferença desde que marque gol ou gols.

Aos 36 minutos do primeiro tempo, Jonas cobrou o lateral em direção à área, Roger brigou pela bola, mas não alcançou e Rodrigo Pímpão, de bicicleta, mandou no canto esquerdo do goleiro Azcona.

Botafogo 1 a 0.

No segundo tempo, a pressão foi do Olímpia que só não marcou o gol de empate pela boa atuação do goleiro Helton Leite e da zaga do Botafogo.

Que não levou gol pela primeira vez em 2017.

A partida de volta será na próxima quarta-feira (22), às 21h45, no Estádio Manuel Ferreira, em Assunção.

Final, Botafogo-RJ (Brasil) 1 Olímpia (Paraguai) 0.

Na Arena da Baixada, em Curitiba, o Atlético saiu na frente, o Deportivo Capiatá virou.

A equipe paranaense virou outra vez e cedeu o empate nos minutos finais.

Aos 20 minutos do primeiro tempo, Felipe Gedoz cobrou a falta na entrada da grande área e acertou o ângulo do goleiro Medina.

A bola ainda desviou na barreira.

Furacão 1 a 0.

Aos 44 minutos do primeiro tempo, no toque de bola pelo lado direito, Mendieta fez o cruzamento para o lado esquerdo onde encontrou Bonet para dar escorar e Noguera, sozinho, concluir para o gol de cabeça.

O Deportivo Capiatá chegou ao empate, em 1 a 1.

Aos 7 minutos do segundo tempo, no lançamento na área, a bola veio do lado esquerdo e encontrou Ledesma, que escorou de cabeça e colocou na frente para González tocar para o gol na frente do goleiro Weverton que nada pode fazer.

Deportivo Capiatá 2 a 1 de virada.

Felipe Gedoz chutou de fora da área e a bola foi desviada com a mão pela defesa do Deportivo Capiatá.

Dentro da área aí foi pênalti, bem marcado.

Felipe Gedoz cobrou forte no meio do gol, sem chances para o goleiro Medina.

O Atlético chegou ao empate aos 13 minutos do segundo tempo, em 2 a 2.

Aos 40 minutos do segundo tempo, depois da cobrança de escanteio, a bola foi tirada da área e Nikão recuperou e colocou de volta na grande área.

Paulo André ajeitou para o atacante Pablo que estava na esquerda e mandou para o gol.

Atlético-PR 3 a 2.

Aos 43 minutos do segundo tempo, cobrança de escanteio curta, a bola foi desviada no primeiro pau por González que marcou o gol.

Outro empate, agora em 3 a 3.

O jogo de volta será na quarta-feira (22), às 21h45 (horário de Brasília), no Estádio Erico Galeano, em Capiatá, no Paraguai.

Quem passar deste confronto entra no Grupo 4 da Libertadores, que já conta com Flamengo, San Lorenzo, da Argentina, e Universidad do Chile.

Quem vencer avançará.

Empate em 0 a 0; 1 a 1 e 2 a 2, classificação do Deportivo Capiatá.

Acima de 4 a 4 a vaga será do Atlético-PR.

Repetindo o placar, a decisão irá para os pênaltis.

Final, Atlético-PR (Brasil) 3 Deportivo Capiatá (Paraguai) 3.

Nesta quinta-feira (16), jogarão:

Unión Española (Chile) X The Strongest (Bolívia), às 22 horas, no Estádio Santa Laura, em Santiago, no Chile.

Junior Barranquilla (Colômbia) X Atlético Tucumán (Argentina), às 20h15, em Barranquilla, na Colômbia.

Reportagem: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *