BOLÍVIA, EQUADOR, ARGENTINA E CHILE VENCEM

Em La Paz, no Estádio Hernando Siles, a Bolívia venceu o Paraguai com gol único de Marcelo Moreno marcado aos 32 minutos do segundo tempo, depois que o atacante passou pelo goleiro Anthony Silva sem ângulo chutou e a bola desviou no marcador paraguaio Gustavo Gómez antes de entrar.

Antes do jogo, o capitão Walter Flores, que fez seu último jogo pela Bolívia, se despediu da seleção e recebeu homenagem dos companheiros.

Do outro lado, Roque Santa Cruz, que deu seu adeus à torcida paraguaia na derrota para a seleção peruana, sequer foi a campo e ficou no banco durante os 90 minutos.

Final, Bolívia 1 Paraguai 0.

No Estádio Olímpico de Ahahualpa, em Quito, o Equador fez o dever de casa venceu a Venezuela que deu trabalho apenas na primeira etapa.

Já no segundo tempo foi um passeio equatoriano.

Aos 5 minutos do segundo tempo, Bolaños chegou à linha de fundo e colocou a bola na cabeça de Arturo Mina.

Que chegou cabeceando para baixo, o goleiro Dani Hernández ainda desviou, mas não conseguiu evitar o gol.

Equador 1 a 0.

Aos 37 minutos do segundo tempo, no primeiro toque de Caicedo na bola, puxou um contragolpe rápido e rolou para Valencia na direita.

Dominar e chutar cruzado, a bola encontrou Bolaños do outro lado, e desviou para o gol.

Equador 2 a 0.

Aos 40 minutos do segundo tempo, o Equador saiu no contra-ataque e não perdoou.

Eram três jogadores contra apenas um defensor.

Ibarra recebeu na entrada da área e rolou para Valencia, que dominou e só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes.

Final, Equador 3 Venezuela 0.

No Estádio Nacional, em Santiago, o Chile venceu o Uruguai de virada, entrou na zona de classificação e segurou os uruguaios na segunda posição.

Aos 16 minutos do primeiro tempo, Medel e Marcelo Díaz deram bobeira na defesa, Suárez recuperou a bola e tocou para Cavani, na cara do gol, deslocar o goleiro Claudio Bravo e fazer 1 a 0 para os visitantes.

O Chile não se entregou.

Aos 46 minutos do primeiro tempo, Alexis Sánchez partiu em velocidade e passou para Beausejour, que acertou o cruzamento na medida para Vargas, que não precisou nem sair do chão para cabecear bem e deixar tudo igual.

Aos 15 minutos do segundo tempo, Alexis Sánchez deu um belo drible de corpo em Vecino, chutou e contou com uma colaboração do goleiro Muslera para fazer 2 a 1.

O chute foi bom, mas a bola passou embaixo do goleiro uruguaio.

Virada Chilena.

Aos 30 minutos do segundo tempo, Marcelo Díaz fez belo lançamento para Alexis Sánchez, que dominou com categoria, avançou, protegeu contra dois marcadores e tocou no canto na saída do goleiro Muslera para fazer 3 a 1.

Gastón Ramírez recebeu o passe na área, cortou o goleiro Bravo e foi derrubado dentro da área.

Pênalti para o Uruguai.

Luis Suárez cobrou e o goleiro Claudio Bravo caiu para fazer a defesa e evitar o gol uruguaio.

Final, Chile 3 Uruguai 1.

No Estádio Bicentenário, em San Juan, a Argentina fez uma grande partida frente a Colômbia e deu alegria ao torcedor após a derrota para o Brasil.

Aos 10 minutos do primeiro tempo, Messi cobrou a falta por cima da barreira, com efeito, a bola bateu no travessão e entrou.

Argentina 1 a 0.

Aos 22 minutos do primeiro tempo, cruzamento primoroso de Messi na cabeça do atleticano Lucas Pratto que desviou à esquerda do goleiro Ospina.

Argentina 2 a 0.

Aos 39 minutos do segundo tempo, Messi deu um lindo toque de letra para Perez, recuperou a bola, invadiu a área e rolou para Di María só empurrar para as redes.

Final, Argentina 3 Colômbia 0.

A próxima rodada será em março de 2017, com a décima terceira rodada, no dia 23.

Colômbia X Bolívia

Paraguai X Equador

Argentina X Chile

Uruguai X Brasil

Venezuela X Peru

E a décima quarta, no dia 28.

Chile X Venezuela

Brasil X Paraguai

Equador X Colômbia

Bolívia X Argentina

Peru X Uruguai

Reportagem: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *