ATLÉTICO BICAMPEÃO ACREANO

Atlético-AC é bicampeão acreano.

Com uma vitória de virada, por 3 a 1 sobre o Rio Branco-AC, os três gols marcados nos 45 minutos finais, na grande decisão, na noite deste sábado (13), na Arena da Floresta, na capital do Acre, time celeste faturou o título do Campeonato Acreano pela segunda temporada consecutiva, o oitavo da história do clube, e de quebra as vagas no Brasileiro da Série D 2018, Copa Verde e Copa do Brasil da próxima temporada.

Os gols do triunfo que garatiu a taça foram marcados pelos atacantes Ailton e Eduardo, e pelo lateral-esquerdo Alfredo.

O gol de honra do Rio Branco foi marcado por Gustavo Xuxa, de pênalti.

Os dois times passam a se concentrar no Campeonato Brasileiro da Série. O Rio Branco, que está no grupo 3, estreia domingo (21), contra o São Raimundo-RR, na Arena da Floresta, às 18 horas (de Brasília).

O Atlético-AC, no grupo 1, encara o Trem-AP, na segunda-feira (22), no estádio Zerão, em Macapá, capital do Amapá.

Festão para o bicampeão. (Foto: Globoesporte.globo.com)
O Rio Branco foi melhor nos primeiros 45 minutos.

Aproveitando dos erros de passes do Atlético-AC, o Estrelão dominou a maior parte da metade inicial do jogo e conseguiu ampliar a vantagem no placar agregado com um gol de Gustavo Xuxa, de pênalti, aos 38 minutos.

A falta foi cometida por Leandro sobre Matheus, dentro da área do Atlético-AC, em contra-ataque rápido do Estrelão.

O Galo Carijó pareceu ter sentido o gol e diminuiu o ritmo, sem incomodar o goleiro Jean, que pouco foi exigido.

Com a vantagem construída na etapa inicial, o Rio Branco jogava administrando o resultado e esperando o Atlético-AC deixar espaços para apostar nos contra-ataques, enquanto o Galo Carijó buscava o gol de empate insistentemente.

E ele saiu aos 11 minutos.

Após sobra de bola na área do Estrelão, Ailton, de pé esquerdo, deixou tudo igual na Arena da Floresta.

O gol fez o Rio Branco sair mais para o jogo e se arriscar.

Aos 20 minutos, por pouco Gustavo Xuxa não marcou o segundo, mas a finalização saiu por cima da trave de Babau.

Dois minutos depois, Romário tentou por cobertura, mas a bola saiu perto do gol do Atlético-AC.

O Atlético-AC seguia indo pra cima e chegou a virada aos 36 minutos.

Bate e rebate na área do Rio Branco, ninguém da defesa alvirrubra afastou a bola e Eduardo chutou cruzado para fazer 2 a 1.

O resultado ainda não era suficiente para o Galo Carijó, que precisava de mais um gol.

E ele saiu aos 39 minutos.

Após cruzamento para a área, Alfredo apareceu para fazer o terceiro, de cabeça.

O resultado garantia o bicampeonato celeste.

No desespero, o Rio Branco ainda lutou, mas não conseguiu marcar o gol que lhe daria o troféu, e viu o Atlético-AC festejar o bicampeonato estadual.

A decisão teve 1,5 mil torcedores pagantes e renda de R$ 17 mil.

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *