ALÍVIO DE UM GIGANTE

O Vasco conseguiu mais uma vez voltar a Série A, em oito anos o time chegou a cair três vezes.

Para o próximo ano, a prioridade do Vasco não é ser campeão, é dar tranquilidade ao torcedor ficando na elite do futebol brasileiro.

Não se tornar uma Torino, que é um grande do futebol italiano, mas do passado.

O Vasco estava nervoso em campo, e não conseguia segurar a bola no campo de ataque.

O Ceará jogava melhor e fez o goleiro Martín Silva trabalhar em pelo menos duas grandes defesas.

Aos 27 minutos do primeiro tempo, depois da cabeçada de Madson a bola sobrou em Eduardo que acertou um belo chute de muito longe no canto do goleiro Martín Silva.

Ceará 1 a 0.

Naquele momento, o resultado ainda ajudaria ao Vasco, já que o Náutico estava perdendo.

A torcida que lotou o Maracanã com mais de 60 mil, apoiava, e vaiava o time.

Muitas vezes gritando Oeste, Oeste!

E outra fez hostilizando o presidente Eurico Miranda.

No segundo tempo, o time do Vasco voltou com uma postura diferente e mais agressiva.

Aos 2 minutos, cobrança de falta de Andrezinho, a bola foi desviada e sobrou para Eder Luís que chutou, o goleiro Éverson deu rebote para o meio da área e Thalles chutou forte para marcar.

O Vasco chegava ao emapte.

Aos 4 minutos do segundo tempo, Madson cobrou o lateral, Thalles não conseguiu dominar a bola passou por toda a pequena área, Jorge Henrique cabeceou e Thalles marcou o segundo dele e do Vasco no jogo.

Virada por 2 a 1.

O Ceará quase empatou com Wescley dentro da pequena área tocou para o gol, e a bola explodiu no travessão.

Mas, Douglas Luiz afastou o perigo.

Depois a partida ficou aberta, com chances para os dois lados.

E no final, o torcedor vascaíno parece que saiu do Maracanã, não comemorando, mas sim aliviado com o resultado.

O Ceará ainda perdeu o zagueiro Valdo expulso.

Final, Vasco 2 Ceará 1.

Confira os outros resultados:

Na Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata, o Náutico precisava vencer e torcer para que Vasco ou Bahia perdesse na rodada.

E o Oeste tinha o objetivo de continuar na Série B, para isso precisava vencer.

E foi o que aconteceu, os paulistas entraram em campo mais concentrados, e definiram a permanência ainda no primeiro tempo.

Com gols de Pedro Carmona (aos 21 minutos do primeiro tempo) e Mihe (aos 39 minutos do primeiro tempo – Oeste).

Nos minutos finais, alguns chamados torcedores invadiram o campo, para pressionar os jogadores do Náutico.

Não foi só os pernambucanos que serão prejudicados, quem perde sempre será o futebol brasileiro.

E a pergunta que fica, será que as imagens não podem punir os invasores, do que o clube?

Fica a questão.

Final, Náutico-PE 0 Oeste-SP 2.

Na Ressacada, em Florianópolis, Avaí confirmou o vice-campeonato ao empatar com o Brasil de Pelotas.

Gols de Ramón (aos 5 minutos do segundo tempo – Brasil de Pelotas) e Rômulo (aos 18 minutos do segundo tempo – Avaí).

Final, Avaí-SC 1 Brasil de Pelotas-RS 1

No Estádio Rei Pelé, em Alagoas, o CRB venceu o Luverdense na despedida do goleiro Júlio César, do técnico Marzola Júnior e do atacante Luidy, que irá para o Corinthians.

Com gols de Neto Baiano (aos 35 minutos do primeiro tempo de pênalti), Gerson Magrão (aos 46 minutos do primeiro tempo) e outra vez Gerson Magrão (aos 15 minutos do segundo tempo).

Final, CRB-AL 3 Luverdense-MT 0.

Na Arena Joinville, em Joinville, o JEC venceu, mas, não evitou o rebaixamento para a Série C em 2017.

Depois de 28 anos sem jogar a Série A, o time catarinense voltou, porém, em dois anos voltará a terceira divisão, onde foi campeão em 2011.

A Arena Joinville não teve ninguém na arquibancada.

Isso porque o clube foi punido pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) por incidentes do duelo contra o Avaí, em setembro, quando a torcida arremessou rojões em direção ao gramado.

O Vila Nova perdeu o jogador Geovani aos 16 minutos do primeiro tempo, por expulsão.

Com gols de Jael (aos 39 minutos do primeiro tempo) e Tinga (aos 26 minutos do segundo tempo)abriram 2 a 0 para o JEC; Vandinho (aos 33 minutos do segundo tempo) e Caíque (aos 37 minutos do segundo tempo), o Vila chegou ao empate.

E Fernando Fernando Viana (aos 44 minutos do segundo tempo) e Aidar (aos 46 minutos do segundo tempo) deram a vitória ao JEC.

Final, Joinville-SC 4 Vila Nova-GO 2.

Em Bragança Paulista, no Estádio Nabi Abi Chedid, o Londrina terminou a Série B de forma honrosa, porém sem o acesso, mas com vitória sobre o já rebaixado Bragantino.

Gol de Marcelinho (aos 36 minutos do segundo tempo).

Final, Bragantino-SP 0 Londrina-PR 1.

E para fechar a Série B, no Estádio Olímpico, em Goiânia, o Atlético venceu o Bahia de virada, comemorou o título com a taça, e os baianos comemoraram o acesso, mesmo com a derrota.

Gols de Edgar Junio (aos 35 minutos do primeiro tempo – Bahia); Junior Viçosa (aos 48 minutos do primeiro tempo) e Jorginho (aos 26 minutos do segundo tempo – Atlético-GO).

Final, Atlético-GO 2 Bahia-BA 1.

Confira a classificação final:

1- Atlético-GO – 76 pontos

2- Avaí-SC – 66 pontos

3- Vasco-RJ – 65 pontos

4- Bahia-BA – 63 pontos

5- Náutico-PE – 60 pontos (18 vitórias)

6- Londrina-PR – 60 pontos (16 vitórias)

7- CRB-AL – 58 pontos

8- Criciúma-SC – 56 pontos

9- Luverdense-MT – 55 pontos

10- Ceará-CE – 54 pontos (14 vitórias – com 49 gols pró do Ceará, e saldo de +2)

11- Brasil de Pelotas-RS – 54 pontos – com 40 gols pró do Brasil, e saldo de +2)

12- Vila Nova-GO – 53 pontos

13- Goiás-GO – 50 pontos

14- Paysandu-PA – 49 pontos

15- Paraná Clube-PR – 41 pontos (10 vitórias0

16- Oeste-SP – 41 pontos (8 vitórias)

17- Joinville-SC – 40 pontos

18- Tupi-MG – 33 pontos

19- Bragantino-SP – 32 pontos

20- Sampaio Corrêa-MA – 27 pontos

Taça do Campeonato Brasileiro da Série B, entregue ao Atlético-GO campeão de 2016. (Foto; Globoesporte.globo.com)

Atlético-GO (campeão do Campeonato Brasileiro da Série B), Avaí-SC (vice-campeão do Campeonato Brasileiro da Série B), Vasco-RJ (3º Colocado) e Bahia-BA (4º Colocado) estão de volta ao Campeonato Brasileiro da Série A em 2017.

Já Joinville-SC (17º Colocado), Tupi-MG (18º Colocado), Bragantino (19º Colocado) e Sampaio Corrêa-MA (20º Colocado), foram rebaixados para o Campeonato Brasileiro da Série C em 2017.

Reportagem: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *