A taça vai para o Equador!

Em final interrompida por chuva, Del Valle bate o Colón e conquista a Copa Sul-Americana.

León e Sánchez constroem vantagem no primeiro tempo, e time equatoriano administra na etapa final.

Argentinos perdem pênalti, descontam com Olivera, mas Dájome sacramente conquista.

O Independiente Del Valle é o campeão da Copa Sul-Americana 2019.

Em jogo que chegou a ser interrompido por forte chuva no Estádio General Pablo Rojas, em Assunção, no Paraguai, a equipe equatoriana mostrou superioridade técnica, construiu boa vantagem no primeiro tempo e venceu o Colón por 3 a 1 na noite deste sábado (9).

León, Sánchez e Dájome marcaram os gols do Del Valle, e Olivera descontou.

Assim que o brasileiro Raphael Claus deu o apito inicial, começou o toró.

A chuva torrencial em Assunção deu o tom da primeira etapa e com o passar do tempo tornou o jogo mais difícil de fazer a bola rolar.

O Del Valle, que vinha trabalhando mais a posse de bola, conseguiu sair com um gol na bola aérea já com o campo completamente encharcado.

Após a hora passada com o jogo interrompido, o time equatoriano conseguiu manter o ritmo.

Tanto que aumentou o placar com um belo contra-ataque puxado por Jhon Sánchez.

Dali até o fim da primeira etapa, o Colón não apresentou maiores perigos e os times foram para o intervalo com a vantagem do Del Valle.

A equipe argentina foi para cima, trocando os dois laterais por dois jogadores ofensivos.

Chegou a ter um pênalti, mas Luis “Pulga” Rodríguez parou em boa defesa de Pinos.

Aos 43 minutos do segundo tempo, em cobrança de escanteio, o zagueiro Olivera conseguiu mandar para a rede e diminui.

O Colón partia para fazer pressão, mas não conseguiu efetividade e ainda deu muitos espaços.

Num destes espaços, o Del Valle confirmou o título com gol aos 50 minutos do segundo tempo.

Cabeza foi lançado em posição legal, viu o goleiro Burián sair desesperado da área e não foi fominha.

Ele rolou para Dájome, com o gol vazio, fazer o terceiro e levar a torcida, minoria, no estádio, ao delírio.

O título da Copa Sul-Americana dá vaga para a Taça Libertadores da América do ano que vem, mas também pode servir para classificar o Del Valle para um Mundial.

Isso porque a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) já demonstrou que deseja dar vagas para a primeira edição com 16 clubes, em 2021, para os campeões do continente em 2019 e 2020.

Algo ainda não confirmado, mas há essa possibilidade real para o time equatoriano.

Adversários até a final:

Unión Santa Fé (primeira fase)

Universidad Católica (segunda fase)

Caracas (oitavas de final)

Independiente (quartas de final)

Corinthians (semifinal)

Colón (final)

Reportagem: Globoesporte.globo.com

Adaptação: Eduardo Oliveira

Revisão de Texto: Ana Cristina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *