5 coisas que o futebol ensina para a carreira profissional

Especialista em investimento esportivo explica como as regras do futebol podem ser adaptadas ao trabalho

A melhor forma de conquistar a felicidade é tendo um trabalho prazeroso com aquilo que amamos. O especialista em investimento esportivo Juliano Fontes demorou um pouco para descobrir como viver em um trabalho relacionado ao futebol. “Eu nunca tive talento ou habilidade para ser um jogador, e achei que o futebol seria sempre um hobby”, explica. A descoberta da modalidade de investimento na bolsa esportiva, chamada Trading Esportivo, foi o caminho para trabalhar com algo que o deixa feliz. Ele consiste basicamente em comprar e vender resultados de jogos, mas é diferente de uma simples aposta, pois exige uma leitura aprofundada do jogo, já que é feito conforme a análise no resultado mais provável, para mais tarde vender aquele investimento dentro dos 90 minutos.

Segundo Juliano Fontes, o futebol pode ensinar muito a todas as profissões e áreas de atuação. “Esses ensinamentos vêm tanto do esporte em si quanto do Trading Esportivo, já que o aprendizado relacionado ao futebol não é preso somente à prática do esporte”, explica o investidor, que lista os 5 ensinamentos do futebol para uma carreira profissional.

1- Gerenciamento de emoções:  

Segundo Juliano Fontes, o futebol exige o controle das emoções tanto por parte dos jogadores quanto dos traders esportivos. E o aprendizado de como gerenciar emoções é importante para qualquer profissão. “Está nervoso? Respire fundo, tome um gole de água e conte até dez”, conta Juliano, que compara a cobrança de um pênalti definitivo no final do jogo com o momento decisivo de uma apresentação ou da entrega de um trabalho final. “Se você deixar o desespero tomar conta, sem controlar as emoções, você não conseguirá se concentrar e provavelmente chutará para fora, na trave, ou o goleiro conseguirá pegar a bola”. O mesmo ocorre no trading esportivo, como explica o especialista. “Não adianta surtar e perder o controle: durante o processo, faça uma leitura fria do jogo para tentar minimizar possíveis prejuízos o mais depressa possível”, explica, destacando as estratégias que desenvolveu para que os riscos do investimento sejam reduzidos a quase zero.

2- Gerenciamento das orientações dos técnicos:

Tanto no jogo de futebol quanto em uma carreira profissional, é preciso saber ouvir e aplicar as orientações dos técnicos. “Assim como os técnicos, os líderes das empresas estão do lado de fora do problema, ou seja, do jogo, e conseguem ter uma visão mais ampla sobre o que fazer”, explica o trader esportivo, que lidera hoje uma das maiores comunidades de Trading Esportivo no país, e orienta mais de 2.300 alunos do curso Investimento Futebol, tornando-se o “técnico” de outros investidores. “Tanto os técnicos quanto os líderes possuem maior experiência e conhecimento sobre o assunto, e é muito importante ouvir o que eles têm a dizer para melhorar o seu desempenho”, destaca Juliano.

3- A vitória é construída jogo a jogo:

É preciso ter calma e ir construindo a vitória passo a passo. “No jogo de futebol, um jogador não pode dar tudo de si em uma partida e relaxar no jogo seguinte”, explica. Segundo Juliano, tanto no futebol e no Trading Esportivo quanto na vida profissional de qualquer área, é importante que se tenha calma para dar um passo de cada vez. “Cada jogo é um jogo, cada etapa é uma etapa, e querer atropelar tudo é pedir para perder”, explica Juliano, que também destaca como a preparação de um trader esportivo deve ser sempre a mesma. “Quem acha que sabe tudo e não presta atenção no jogo acaba perdendo para o excesso de confiança”, completa.

4- O conhecimento comanda a prática:

Futebol não se joga apenas com os pés, mas também com a cabeça. “Assim como o bom jogador sabe olhar para a partida com uma visão mais ampla e tática, um profissional também deve estudar para ter forte conhecimento e conseguir evoluir dentro da sua área”, explica Juliano. A importância de conhecer o campo, as estratégias e o adversário são pontos que podem ser comparados com a necessidade de aprimoramento constante. “No Trading Esportivo, estudar a partida é fundamental para fazer análises e conseguir escolher as melhores jogadas”, completa.

5- Gerenciamento de conflitos:

Por fim, Juliano Fontes conta que é comum haver conflitos, entre os adversários, entre os jogadores, os juízes e também entre as torcidas. “Saber gerenciar esses conflitos para não perder o controle é de extrema importância”, conta. Assim como no futebol, na vida profissional esses conflitos também podem existir entre os colegas de trabalho e os clientes e fornecedores.

, ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confirme que você não é um robô. *